AES diz que venda de ações da Brasiliana depende da modelagem do BNDESPar

21 março 15:13 2007

Decisão será fechada no âmbito da AES Corp, nos Estados Unidos, segundo Eduardo Bernini


O diretor-presidente da AES no Brasil, Eduardo Bernini, disse nesta terça-feira, 20 de março, que o desfecho da alienação das ações do BNDESPar na Brasiliana está sendo discutida no âmbito da matriz, nos Estados Unidos. Segundo o executivo, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social é quem tem a decisão da modelagem do negócio, que envolve 49% das ações da companhia.
 
‘Em termos operacionais, nada muda (nas empresas)’, disse Bernini, após participar do evento Conjuntura e Estratégia 2007, realizado pelas empresas do grupo AES, em São Paulo. O executivo destacou que a AES possui direito de preferência, mas que não tem participação direta na formatação da modelação, que pode prever, entre outros caminhos, a pulverização das ações no mercado.
 
O vice-presidente de Finanças e Relações com Investidores da AES, Britaldo Soares, destacou ainda que o processo está na fase inicial e que apenas o BNDES possui detalhes a respeito do cronograma de operações. (Fábio Couto, que viajou a convite da AES Eletropaulo)

  Categorias: