Trabalhadores aprovam proposta de ACT na Potencial

05 abril 15:20 2007

Os trabalhadores da Potencial aprovaram na quarta-feira a nova proposta de Acordo feito entre o Sinergia CUT e a direção da empresa. Pela proposta, os trabalhadores terão reajuste salarial de 2,9% e aumento real de 1,56%, o que totaliza 4,5%. Na questão econômica, entre outros pontos, o piso salarial  será de R$ 400, além de um montante de PLR de R$ 36 mil que será distribuído igualmente para todos.
Mas não foi fácil chegar a tal vitória. Os trabalhadores, após recusarem uma proposta anterior decidiram realizar uma mobilização, já que o impasse se instalou na mesa de negociação. Por isso, já na última segunda-feira, os trabalhadores realizaram uma mobilização de meio período, e que foi marcada pela intransigência da empresa, que danificou materiais do Sindicato, como faixas e carro-de-som e promoveu atos de intimidação para que os trabalhadores entrassem na empresa.
No dia seguinte, o Sindicato participou de audiência com a Potencial na Justiça do trabalho e denunciou os obstáculos colocados pela empresa na mesa de negociação. O juiz inquiriu para que se apresentasse uma proposta, mas a Potencial não o fez. O juiz entendeu que as posições das duas partes estavam distantes e determinou a continuidade do processo de dissídio. Isso provocou um recuo da Potencial, que topou negociar e apresentar uma proposta digna aos trabalhadores.

  Categorias: