Trabalhadores da Potencial aprovam proposta negociada

13 abril 16:29 2007

Os trabalhadores da Potencial aprovaram no último dia 04 a nova proposta de Acordo negociada entre o Sinergia CUT e a direção da empresa. A data-base da categoria é 1º de março.


Os trabalhadores terão reajuste salarial de 2,9% e aumento real de 1,56%, o que totaliza 4,5%. Na questão econômica, entre outros pontos, o piso salarial será de R$ 400, além de um montante de PLR de R$ 36 mil que será distribuído igualmente para todos.



                                               Luta…
Mas não foi nada fácil chegar ao Acordo. Durante o processo, a  intransigência da empresa, demonstrada através de propostas que não contemplaram as reivindicações principais da categoria,  forçou os trabalhadores a rejeitarem duas propostas.



                                       …resistência…
Com o impasse gerado, e negociações interrompidas, a companheirada mostrou a força da união e se organizou para realizar uma mobilização de meio período no dia 02 de abril.
Porém, mais uma vez, sem moderação alguma, a direção da Potencial não só impediu a manifestação pacífica dos trabalhdores como também danificou materiais do Sindicato, como faixas e carro-de-som. Pior ainda: intimidou os companheiros coagindo-os a entrar para o trabalho.
                                          … vitória!
No dia seguinte (03), o Sindicato participou de audiência com a Potencial na Justiça do Trabalho e denunciou os obstáculos colocados pela empresa na mesa de negociação. O juiz solicitou da empresa a apresentação de uma proposta, o que a  Potencial não fez.
O juiz, então, determinou a continuidade do processo de dissídio. Isso provocou um recuo da Potencial, que topou negociar e apresentar uma proposta digna de ser levada para para deliberação dos trabalhadores.
 As assembléias ocorreram no dia 04 e, por ampla maioria dos votos, foi aprovada. Agora só falta assinar o ACT.

  Categorias: