Contratos de 13 novas linhas de transmissão foram assinados

23 abril 11:33 2007

Seis novos contratos de concessão para construção, operação e manutenção de 13 novas linhas de transmissão foram assinados no último dia 20 pelo diretor-geral da Aneel, Jerson Kelman, e por representantes das empresas privadas e estatais que, individualmente, arremataram as concessões no leilão realizado em 24 de novembro do ano passado na Bolsa de Valores do Rio de Janeiro.


A cerimônia de assinatura dos contratos aconteceu às 11h, no Ministério de Minas e Energia, com a presença do secretário executivo do Ministério, Nelson Hubner.


Os empreendimentos somam 2.146 quilômetros de extensão que passarão pelos estados de Mato Grosso, Rondônia, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Bahia e Espírito Santo. As concessões terão prazo de 30 anos e previsão de entrada em operação comercial entre 18 e 22 meses, a partir da assinatura do contrato. As novas linhas irão reforçar a capacidade de transmissão do Sistema Interligado Nacional (SIN), beneficiar 113 municípios e possibilitar a geração de cerca de 2.700 empregos diretos.


No leilão realizado em novembro passado, foram ofertados sete lotes com 14 linhas e três subestações, com deságio médio de 51,13%. Do total, somente o contrato relativo ao lote G (linha Cascavel Oeste/Foz do Iguaçu, no Paraná) será assinado em data a ser definida. A finalização do processo de outorga desse lote estava condicionada a ações judiciais que impediam a assinatura do contrato com a empresa Cia. Técnica de Engenharia Elétrica, vencedora no leilão. Apesar da decisão judicial favorável, em fevereiro passado, a empresa desistiu da concessão. Com isso foram chamadas, na seqüência, a segunda e terceira colocadas para assumir a concessão da linha. A Abengoa S/A, terceira colocada, manifestou interesse no empreendimento. A diretoria da Aneel irá apreciar o ato que ratifica a concessão do lote em favor da empresa nesta terça-feira (24), em reunião colegiada.

  Categorias: