CS 2007: Na segunda rodada, Elektro só discute PLR 2007, uma pendência de 2006

22 maio 09:22 2007

Na segunda-feira (21), o Sinergia CUT participou com a Elektro da segunda rodada de negociação da CS 2007 e da discussão da PLR 2007, que é uma pendência que deveria ter sido resolvida no ano de 2006.


Após muita discussão, enfim saiu uma proposta referente à PLR. O valor a ser distribuído, de acordo com a proposta é o seguinte: parcela fixa de R$ 2.078 mais 47,46% da parcela variável da remuneração (salário base, anuênio mais incorporação do Acordo Judicial) garantindo-se, no mínimo, uma remuneração caso haja o atingimento das metas.


Para a antecipação da PLR em julho de 2007, o valor igual para todos seria de R$ 1.150 da parte fixa mais 27% da remuneração (parte variavél). Bom esclarecer que, nessa proposta, a parte fixa apresenta um aumento de 3,9% com relação à PLR de 2006 (R$ 2 mil).


Com relação às metas do Resultado de Serviço, a empresa se comprometeu a redefini-las, caso ocorra uma mudança em suas previsões. A empresa concordou em implantar ganho de produtividade a partir da PLR/08 a ser discutida a partir de novembro desse ano.


Quanto à parte variável, segundo a proposta, incidirá sobre ela o mesmo índice de reajuste da negociação da Campanha Salarial em andamento.Por isso mesmo, o Sinergia CUT realizará assembléia da PLR com os trabalhadores somente após definição da reposição inflacionáira e de aumento real.


CS 2007
Com relação à Campanha Salarial, ficou definido que, na rodada da próxima quinta (24) será discutida a cláusula 48, que trata sobre dos Termos Aditivos. Fique atento, pois a luta só está começando!

  Categorias: