CUT contra a emenda 3 em São Paulo

22 maio 18:06 2007

Caravanas do Sinergia CUT participam do ato na Paulista e de protestos regionais pela manutenção do veto presidencial


Caravanas de trabalhadores de todas as regiões do Estado de São Paulo, organizadas pela CUT-SP (Central Única dos Trabalhadores), partem amanhã (23) rumo à sede da Fiesp (Federação da Indústria do Estado de São Paulo), na Avenida Paulista, para protestar contra a emenda 3 e defender o veto presidencial. Em encontro marcado para as 10h, a CUT-SP e a CUT Nacional esperam reunir mais de 10 mil pessoas em frente ao prédio da federação patronal. Todos os sindicatos cutistas estão mobilizados. Estarão presentes os presidentes da CUT Nacional, Artur Henrique, e da CUT-SP, Edílson de Paula.


Trabalhadores de Araçatuba, Campinas, Bauru, Itapeva, Itu, Jundiaí, Osasco, Rio Claro, Salto, Santos, Sorocaba, Vale do Paraíba e ABC Paulista participarão do protesto na Fiesp. Na Avenida Paulista, a CUT pretende organizar o maior ato contra emenda 3 no Estado em resposta ao apoio da Fiesp e da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil) a esse trecho do texto de criação da Super-Receita. A medida retira da fiscalização a autonomia para regularizar relações entre pessoas jurídicas quando verificado vínculo empregatício.


Além da mobilização na Capital paulista, as subsedes da CUT-SP no Interior preparam uma série de atividades para amanhã. Na região de Campinas, os sindicatos cutistas realizarão manifestação contra a emenda 3 na portaria da Refinaria de Paulínia a partir das 7h, com a previsão de participação de 3,5 mil trabalhadores. Em seguida, seguem em passeata pela SP-332.


No Vale do Paraíba, a CUT, representada pelos condutores, servidores municipais e trabalhadores da construção civil, une-se com os movimentos sociais para protestar no centro de São José dos Campos, pela parte da manhã do dia. Os ônibus urbanos da cidade sairão em caravana pela Via Dutra.
 
Na região de Araçatuba, estão previstas panfletagens nas ruas e nos locais de trabalho em Andradina, Castilho, Mirandópolis e Araçatuba. Em Itapeva, a subsede fará panfletagem na Rodovia Francisco Negrão. Em Bauru, haverá panfletagem nas garagens de ônibus às 5h30 e ato de rua às 10h na Praça Rui Barbosa. No Vale do Ribeira, às 9h a CUT mobiliza trabalhadores em frente ao INSS de Registro.


Reivindicações
A pauta das manifestações cresceu e, além de emenda 3, os sindicatos cutistas reivindicam a retirada de proposta de lei que limita as greves no setor público, Previdência Social pública e universal, reforma agrária, educação pública de qualidade e redução do superávit primário.


Este será o terceiro dia nacional de protestos, convocado por todas as centrais sindicais, contra a emenda 3. As primeiras ações foram realizadas nos dias 10 e 23 de abril. (Isaías Dale)

  Categorias: