CTEEP quer reduzir conquistas

25 maio 18:17 2007

Uma contraproposta que só reduz conquistas asseguradas no Acordo Coletivo de Trabalho. Foi assim que o negociador contratado pela direção colombiana da CTEEP abriu a segunda rodada de negociação realizada na última quinta (24), em São Paulo. Vale lembrar que na primeira rodada o negociador só deu garantia verbal da data base. De negociação mesmo, nada.


Quando os sindicatos receberam a proposta por escrito nesta segunda rodada, uma tremenda decepção. Os novos controladores  encaminharam um documento que não contemplava  nenhuma reivindicação. Pelo contrário: reduz conquistas e que só poderia ser aceita na totalidade. Um absurdo. A proposta foi recusada de pronto na mesa pelo Sinergia CUT.


Ao perceber o rídiculo da situação,  o negociador assegurou que a mesa teria total autonomia para mudar o rumo do processo.
Diante da declaração, o Sinergia CUT fez o desafio para que o representante da empresa mudasse qualquer uma das cláusulas.
No final das contas, o negociador disse que aquilo não poderia ser feito em virtude da empresa necessitar fazer estudos adicionais.


Ou seja, uma balela. Na verdade, a mesa não tem autonomia. São apenas representantes dos colombianos da ISA. Mesmo assim, o Sinergia CUT reafirmou a intenção de negociar em cima das reivindicações da categoria. 
Sinergia CUT na luta pelos trabalhadores
É  primordial negociar pontos como reajuste salarial, aumento real, PLR maior, reajuste em todos os benefícios econômicos, prorrogação do Acordo Coletivo até 2010 e um novo Plano de Cargos e Salários para contemplar os trabalhadores.


O Sinergia CUT exigirá na mesa a manutenção e a extensão da cláusula de garantia de emprego aos novos trabalhadores. Sem contar outros pontos como manutenção da fundação CESP como gestora do plano previdenciário, discussão de uma política de saúde e segurança no trabalho e manutenção de todas as cláusulas anteriores.


A expectativa é que o Sinergia CUT receba uma proposta digna de ser analisada pelos trabalhadores na rodada marcada para terça, as 14h.
Até lá, o sindicato realizará assembléias informativas nos locais de trabalho para discutir o andamento da Campanha Salarial. Participe!

  Categorias: