AES divulga nova diretoria de suas empresas

03 julho 12:01 2007

No dia 29 de junho, o grupo AES Corporation divulgou a nova diretoria executiva de suas empresas (entre elas a AES Tietê, AES Eletropaulo e AES Elpa). Para diretor-presidente foi eleito Britaldo Pedrosa Soares, que substitui Eduardo José Bernini. Como diretor de Relações com Investidores, foi escolhido Alexandre César Innecco, em substituição a Britaldo Soares.


Que currículo!
Informa a AES que o atual diretor-presidente está na Companhia desde 2005. Foi também vice-presidente financeiro da Prisma Energy América do Sul (de janeiro de 2004 a agosto de 2005) e vice-presidente financeiro da Enron América do Sul (de dezembro de 2000 a dezembro de 2003). No período de 1999 a dezembro de 2003, foi diretor financeiro e de relações com investidores da Elektro, onde também foi membro de Conselho de Administração.


O Sinergia CUT traz à memória que a Elektro  – a quarta maior distribuidora de energia do estado de São Paulo, fruto da cisão da CESP – foi adquirida pela Enron em 1998 por US$ 1,5 bilhão, o que significou um ágio de 99%. A Enron, por sua vez, pediu concordata em dezembro de 2001, após ter sido alvo de uma série de denúncias de fraudes contábeis e fiscais.


Em maio de 2003, foi revelada a participação da Enron em um suposto acordo com a Light, controlada pela AES, para a manipulação no leilão de privatização da Eletropaulo, em 1998. Pelo acordo, a Enron não ofereceria propostas, abrindo espaço para a Light. Em troca, a Enron venderia gás para a Eletropaulo privatizada. O governo tucano de São Paulo recebeu preço mínimo, sem ágio, pela venda da empresa.

  Categorias: