Aneel entrega o Prêmio Iasc 2006 às distribuidoras

04 julho 13:22 2007

Iasc atingiu 60,49 como resultado da pesquisa que mede a percepção dos consumidores


Copel (PR), Cemig (MG) e a Companhia Jaguari de Energia (SP) foram algumas das vencedoras do Prêmio Iasc 2006, entregue nesta quarta-feira, 4 de julho, pela Agência Nacional de Energia Elétrica. As empresas foram avaliadas pelos consumidores, no primeiro trimestre deste ano, em pesquisa conduzida pela empresa Formar em 473 municípios. A maior pontuação ficou com a CJE, 73,62, que, por isso, ficou com o Prêmio Iasc Brasil 2006. A distribuidora também levou o prêmio para distribuidoras até 30 mil consumidores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.


O Índice Aneel de Satisfação do Consumidor atingiu 60,49 como resultado da pesquisa que mede a percepção dos consumidores. Este ano, houve uma queda de 1,45% na avaliação em relação ao Iasc apurado em 2005, que foi de 61,38. A empresa Usina Hidroelétrica Nova Palma (RS) ficou com o prêmio Empresa de Maior Crescimento Iasc 2005/2006. O índice da empresa cresceu 17,75%, passando de 56,97 para 67,08.


O Prêmio Iasc Região Norte ficou com a Celtins (TO), 51,88, mas o que chamou atenção foi a participação da CEA (AP), em pleno processo de caducidade do contrato de concessão. O diretor-geral da Aneel, Jerson Kelman, disse que os consumidores da distribuidora amapaense estão satisfeitos com uma situação insustentável. ‘Uma grande parte dos consumidores do Amapá não pagam a conta de energia, o que leva a CEA a não pagar o seu supridor, a Eletronorte’, explica a peculiar situação do estado.


Na região Nordeste, a Energipe (SE) levou o prêmio com Iasc de 65,03. O prêmio da região Centro-Oeste para distribuidoras acima de 30 mil unidades consumidoras ficou com a CEB (DF), 61,42. Na região Sul, o prêmio para a empresa com mais de 400 mil consumidores ficou com a Copel, 65,60. Na mesma categoria, a Cemig ficou com o prêmio da região Sudeste com Iasc de 63,89. (Alexandre Canazio)

  Categorias: