Energias do Brasil confirma interesse em usinas do Madeira

10 julho 18:41 2007

Holding também está avaliando aquisição de Cesp e Brasiliana, afirma António Martins da Costa


A Energias do Brasil, confirmou que está estudando participar da disputa das usinas do complexo hidrelétrico do Madeira (RO, 6.450,4 MW). Segundo o presidente da holding, António Martins da Costa, o grupo português vem mantendo contatos com dois consórcios montados para a disputa dos aproveitamentos em leilão ainda sem data para acontecer.


Em conferência para jornalistas da imprensa internacional, em Nova Iorque, Estados Unidos, nesta terça-feira, dia 10 de junho, Martins da Costa ressaltou que não conhece ainda todas as 33 condicionantes impostas pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis para obtenção da licença de instalação.


‘Vamos estudar as usinas do rio Madeira como uma opção de investimento, apesar do negócio não ser um dos mais atrativos para o nosso plano de expansão’, revelou Martins. O executivo disse ainda que o grupo também estuda a compra da Cesp – caso venha a ser privatizada – e dos ativos da Brasiliana. ‘Todos estão estudando estas oportunidades, e nós também’, comentou Martins da Costa, ressaltando que estas opções estão sendo analisadas da mesma forma que outras oportunidades no país.
 
O executivo descartou, contudo, a compra dos aproveitamentos da Cataguazes-Leopoldina. ‘Eles não têm a dimensão que interessa para a Energias do Brasil’, afirmou. A EDP assinou hoje em Nova Iorque o contrato com a Goldman Sachs para a compra da Horizon Wind Energy, uma das líderes em energia eólica nos Estados Unidos. (Rodrigo Ferreira, de Nova Iorque, EUA)

  Categorias: