Morre trabalhador da Medral, vítima de acidente gravíssimo

24 julho 19:49 2007

Depois de passar quase um mês internado, o eletricista Juliano Bariviera Maia morreu de insuficiência renal na tarde do último domingo (22) no Hospital de Queimados de Bauru, para onde havia sido transferido. Juliano era contratado da Medral Engenharia, empreiteira que presta serviços à Elektro, e foi vítima de um acidente de trabalho gravíssimo ocorrido no dia 29 de junho passado em Panorama, cidade próxima ao município de Dracena.


No acidente, o eletricista foi gravemente ferido e sofreu queimaduras de terceiro grau em 50% do corpo. Junto com um colega, Juliano realizava serviço de melhoria de rede envolvendo instalação de rede compacta, em regime de linha desenergizada. Ao executar o trabalho de retirada de uma arma preformada para esticar o cabo, foi atingido por uma descarga elétrica – decorrente da energização da linha morta – na altura da cintura.
 
Gravemente ferido, foi imediatamente socorrido e levado para um hospital de Dracena, de onde foi depois transferido para Bauru. Durante a internação, chegou a sofrer uma parada cardíaca. Lutou pela vida durante quase um mês, mas no domingo não resistiu.


O eletricista tinha 21 anos, era solteiro e foi enterrado nesta segunda-feira (23) em Tupi Paulista, com homenagens dos colegas de trabalho, dos donos da empreiteira e de representantes da Elektro. O Sinergia CUT também esteve presente: ‘Além dos pais e irmãos, Juliano deixa muitas saudades nos companheiros de trabalho’, destacou Marco Antonio Previato, dirigente do Sindicato.

  Categorias: