Graves denúncias na AES

17 agosto 16:50 2007

Trabalhadores estão indignados com a corporação no Brasil. Sindicato quer reunião com direção do grupo


O Sinergia CUT vem recebendo diversas denúncias de irregularidades que estariam ocorrendo nas empresas da AES Corporation no Brasil. Os relatos dão conta sobre demissões, terceirizações, precarização das condições de trabalho, entre outros casos.
 
A indignação dos trabalhadores com o descaso da companhia é notória. Tanto que um deles, trabalhador da AES Eletropaulo, resolveu fazer um desabafo cravado de denúncias e que foi endereçado ao presidente da AES,  Paul Hanrahan. A carta vem circulando no meio energético e o Sinergia CUT  reproduz abaixo alguns trechos desse documento:


 (…) vi o lançamento do novo código de ética da AES, chamado de Guia de Valores. Passaram um filminho sobre como as pessoas devem pensar sobre ética em cada coisa que fazem na empresa  (…) Lembrei imediatamente, do primeiro período da AES aqui na Eletropaulo, entre o final de 2000 até 2003. Período muito complicado (…). Mas os funcionários da Eletropaulo, sempre fiéis a empresa, fizeram de tudo para que a Eletropaulo e a própria AES saíssem do buraco. Fizemos isso pois temos COMPROMISSO (…). Em 2003, chegou o presidente Bernini (…).
 
Nesse tempo todo ouvimos dos Coordenadores, Gerentes, Diretores e Vice-presidente que devíamos nos  esforçar para ajudar a empresa, que isso daria condições para mantermos nossos empregos  (…). Fizemos muitas horas-extras e ficamos muito tempo longe das famílias (…). No final do ano passado (2006), já mandaram muitos colegas embora. Meu Diretor e meu Gerente falaram: agora acabou, não teremos mais demissões (…). Achei muito estranho quando soube que o presidente Bernini estava indo embora da empresa (…). Então começamos ouvir a radio-peão que o novo presidente Britaldo faria mudanças grandes na empresa. Sei que ele veio de uma empresa (ELEKTRO) que era da ENROM, que deu um golpe aí nos Estados Unidos (…).


Me contaram que uma Empresa chamada Bain está fazendo um levantamento de pessoas e do trabalho que cada um faz e depois farão corte de funcionários (…). Parece que esse novo presidente (Sr. Britaldo) e a AES só tem compromisso com o dinheiro. Para que serve então esse Guia? Para que serve os valores da AES se quando o assunto é dinheiro, os valores são esquecidos? (…).


Já sabemos que serão mais de 500 pessoas demitidas na AES Tietê, Uruguaiana e AES Sul . Na Eletropaulo, vão mandar para a rua pessoas das Regionias, do Comercial, da Lourenço Marques, da Tabatinguera, do Cambuci, da 25 de Janeiro e até do Despachos e CDS e das turmas de manutenção. É uma economia burra e vai prejudicar a Eletropaulo seus clientes e seus acionistas (…).


Muita gente está com medo de perder o emprego. Eu também (…). Por que vocês gastaram mais de 140 milhões com o sistema SAP e agora para compensar, querem mandar muitos companheiros do comercial embora? Onde está o COMPROMISSO de vocês com a gente? (…).


O Sindicato está tomando providências e já enviou carta à direção da AES  Brasil, solicitando reunião para discutir os fundamentos dessas denúncias e as devidas soluções.

  Categorias: