Na CESP, audiência é adiada mais uma vez. Estado de greve continua

28 agosto 12:39 2007

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo adiou para o dia 11 de setembro próximo a audiência de instrução e conciliação sobre o processo de dissídio coletivo que envolve a CESP e o Sinergia CUT e que deveria ocorrer nesta quarta, 29 de agosto.


Tal alteração ocorreu porque a Procuradoria Geral do Estado, incluída no processo a pedido da estatal na última audiência e responsável pelo gerenciamento de verbas do Estado de São Paulo, solicitou prazo para dar vistas aos documentos anexados pelas entidades sindicais. A juiza concedeu o  prazo de cinco dias para manifestação, a contar do dia 31 de agosto (sexta-feira).


Estado de greve
Dessa forma, fica mantido o estado de greve em todo o interior, numa clara demonstração de que os trabalhadores estão dispostos a buscar uma solução negociada. O estado de greve foi estabelecido no dia 21 de agosto quando, por 83% dos votos, os trabalhadores decidiram suspender a greve por tempo indeterminado para aguardar a tentativa de negociação convocada pela Justiça do Trabalho.


Vale lembrar ainda que, durante a última audiência, ocorrida no dia 22 passado, a juíza Wilma Nogueira de Araújo Vaz da Silva alertou que a próxima audiência, remarcada para o dia 11 de setembro, será a última tentativa de conciliação e que se não houver consenso entre as partes será marcada a data de julgamento do dissídio.

  Categorias: