Aneel aprova revisão tarifária da CPFL Piratininga e da Bandeirante

25 outubro 09:41 2007

As novas tarifas entram em vigor hoje (23). Na Piratininga o reajuste médio é de – 10,11% e na Bandeirante, – 9,32%


A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) definiu nesta segunda (22) os índices de reajustes a serem aplicados para as tarifas dos consumidores da CPFL Piratininga e Bandeirante Energia.


Como resultado do processo de revisão tarifária, os consumidores das áreas de concessão dessas duas empresas terão reduções nas tarifas pagas às distribuidoras.


Para a CPFL Piratininga o reajuste médio é de – 10,11% a ser aplicado nas tarifas de fornecimento de energia elétrica no período de 23 de outubro de 2007 a 22 de outubro de 2008. Nos demais anos até o próximo ciclo de revisão, a tarifa será reajustada pelo IGP-M aplicando-se o Fator X que ficou em 0,73%.


Os consumidores Residenciais da CPFL Piratininga terão uma redução de 13,06% na conta de luz. Para os clientes Industriais a redução média será de 17,75%. O subgrupo A1 terá queda de 23,88% nas tarifas; o A2, de 19,50%; e o A4, de 16,70%.


Bandeirante Energia o reajuste médio é de – 9,32%


Para a Bandeirante o reajuste médio definido pela ANEEL é de -9,32% a ser aplicado nas tarifas de fornecimento de energia elétrica no período de 23 de outubro de 2007 a 22 de outubro de 2008. Nos demais anos até a próxima revisão tarifária periódica a tarifa será reajustada pelo IGP-M aplicando-se o Fator X que ficou em 0,74%.


Os consumidores Residenciais da Bandeirante terão uma redução de 13,9% na conta de luz. Para os clientes Industriais a redução média será de 10,9%.


Os índices entraram em vigor a partir desta terça-feira, 23. Eles refletem o aumento de produtividade das empresas, a redução do custo médio de capital e a diminuição das despesas com a Conta de Consumo de Combustíveis Fósseis.


Além CPFL Piratininga e Bandeirante Energia, cinco empresas já passaram pelo processo revisional este ano e tiveram redução tarifária: Coelce (CE), Eletropaulo (SP), Escelsa (ES), Celpa (PA) e Elektro (SP). Em 2008, serão mais 36 concessionárias, 17 em 2009 e uma em 2010.

  Categorias: