Chuva alivia abastecimento de gás

06 novembro 09:23 2007

RIO – As chuvas que vêm caindo no Brasil devem encurtar a crise de abastecimento de gás natural iniciada na semana passada. Com o fim da estiagem, o preço da energia no mercado atacadista já caiu 5,5% esta semana, para R$ 224,10 por megawatt/hora (MWh) consumido por grandes clientes.


Esse valor é usado de referência no despacho das usinas térmicas e, quanto menor o preço, menor a necessidade de produção de energia a gás. No domingo, a Petrobras bateu o recorde de produção de energia, com um total de 2,9 mil megawatts (MW) em suas usinas térmicas. A estatal informou que o recorde foi possível graças ao menor consumo de gás natural por clientes industriais durante o fim de semana, o que garantiu maiores volumes do combustível para o setor elétrico. Para bater o recorde de ontem, a Petrobrás enviou 13,2 milhões de metros cúbicos de gás às térmicas.


O aumento no nível dos reservatórios e a previsão de chuvas contribuem para reduzir o custo marginal de operação do setor (CMO), valor que indica a água armazenada nas hidrelétricas. Com a redução do CMO, a tendência é que a energia hídrica seja cada vez mais acionada, liberando gás para outros usos.

  Categorias: