18 de Novembro: CUT Cidadã Consciência Negra. Pelo Direito de Igualdade e Oportunidade

07 novembro 11:16 2007

A CUT-SP (Central Única dos Trabalhadores) promoverá no próximo dia 18 de novembro o CUT Cidadã Consciência Negra,  na cidade de Guarulhos. O tema da 14ª ação de cidadania da Central será ‘Pelo Direito de Igualdade e Oportunidade’. A proposta é colocar em debate o racismo na sociedade brasileira para superar as injustiças e as desigualdades sociais existentes entre negros e brancos.


Esta edição do evento será realizada na Rua Lauro Gusmão da Silveira, no Bairro Taboão, das 9h às 17h. Para celebrar o Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de Novembro para resgate da memória de Zumbi dos Palmares, a CUT-SP prepara para a população de Guarulhos uma série de serviços gratuitos e shows de música brasileira. Além das atrações da cidade, Edu Ribeiro, Sampa Crew e Trilhas  e Raízes sobem ao palco para animar  o evento.


O presidente da CUT-SP, Edílson de Paula, explica que a programação do evento conciliará entretenimento e conscientização política. ‘Entre a apresentação de um artista e outro, vamos dialogar com o público presente. Com a população, queremos repudiar  a discriminação e racismo no Brasil’, explica o dirigente.


Para atingir mais uma vez o sucesso em participação popular, a CUT-SP conta com atividades para toda a família. Além de assistir aos shows, o público do CUT Cidadã Consciência Negra também contará com serviços de controle de obesidade, glicemia e pressão arterial, orientações sobre sexualidade, DST/Aids, exames ginecológicos e cuidados com beleza, como cortes de cabelo, limpeza de pele, massagem. Haverá ainda retirada de documentos: RG, Carteira de Trabalho, Certidão de Nascimento, entre outros.


Para atender a demanda da comunidade de Guarulhos e região, o evento ­reunirá cerca de 400 voluntários de mais de 40 entidades dos governos municipal, estadual e federal, instituições privadas e organizações não-governamentais.


Desafios
De acordo com Edílson de Paula, a CUT-SP, ao escolher o tema ‘Pelo Direito de Igualdade e Oportunidade’, pretende somar esforços de diversos agentes sociais para promover a igualdade racial no Brasil. ‘Após anos de lutas e de muitas conquistas de direitos pelo movimento negro, a Central tem consciência de que há muito que se avançar ainda’, avalia o presidente.


O dirigente afirma que, como maior central do País, a CUT combate as discrepâncias existentes entre negros e brancos no mercado de trabalho. ‘Não podemos aceitar que o racismo continue a prejudicar os negros na busca por emprego, no crescimento na carreira ou nos estudos’, protesta Edílson de Paula.


Dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) revelam, por exemplo, que hoje 41% dos negros se empregam em trabalho vulnerável contra 30,9% dos brancos. No caso da mulher negra, a discriminação dupla coloca 50,7% das mulheres na vulnerabilidade. Além disso, na questão salarial, o branco recebe, em média, R$ 1.169 mensais ante R$ 616 pagos ao negro.


Serviços sociais
– ADJ
– CARDIOTECH
– BANCO DE OLHOS
– CASA DA AIDS
– PODOLOGIA
– MASSAGEM & LIMPEZA DE PELE/AFRO
– CEJAM
– HIGIENE BUCAL – ESCOVÓDROMO
– PASTORAL DA CRIANÇA
– PREVIDÊNCIA SOCIAL
– SISTECART
– IIRGD
– MINISTÉRIO DO TRABALHO
– TERUYA
– ASSOCIAÇÂO ANTIALCÓOLICA
– CIÊNCIA EM SHOW
– ESCOLA SEQUENCIAL – OSTEOPOROSE
– INTERATIVIDADE PALHAÇOS
– NESTLÉ
– UNG
– SANCIL
– COORD. QUESTÃO SOCIAL


Shows ao vivo
Edu Ribeiro, Sampa Crew e Trilhas  e Raízes

  Categorias: