Diga não à entrega do petróleo do Brasil! Ato público nesta quinta (22)

22 novembro 12:40 2007

Ato em defesa da soberania nacional, nesta quinta (22) a partir das 17 horas, na Candelária, Rio de Janeiro


Nesta quinta-feira, 22 de novembro, a Central Única dos Trabalhadores – CUT, a Federação Única dos Petroleiros – FUP e seus sindicatos filiados, ao lado da CMS -Coordenação dos Movimentos Sociais, MST e entidades da sociedade civil, realizam um grande ato público contra os leilões das bacias petrolíferas brasileiras – em defesa da soberania nacional.


A manifestação, seguida de passeata – ‘Leilão é privatização! Diga não à entrega do petróleo do Brasil’ – terá concentração às 17 horas, na Praça da Candelária, no Rio de Janeiro. Estaremos nas ruas para exigir a suspensão da 9ª Rodada de Licitação que a Agência Nacional de Petróleo – ANP – pretende dar prosseguimento nos dias 27 e 28 de novembro.


A FUP/CUT, historicamente, tem estado à frente deste processo de resistência, organizando manifestações e atos políticos em defesa da soberania do país. Tem sido assim desde antes da quebra do monopólio, quando  criamos na década de 80 o movimento em defesa do Sistema Petrobrás, quando fizemos a greve de 1995 e depois, quando continuamos indo para as ruas com a CUT exigir a suspensão dos leilões realizados pela ANP.  Este mês, a FUP, junto com os sindicatos filiados, o MST e o Sitramico, realizou um grande ato no último dia 13 em frente à sede da Petrobrás, que reuniu mais de 400 petroleiros de várias regiões do país,  cobrando a suspensão dos leilões de petróleo.


A FUP e seus sindicatos querem o fim do artigo 66 da Lei 9478/97, que impôs a criação da Transpetro e a retalhação da Petrobrás em várias subsidiárias. Esta mudança na legislação é fundamental para incorporarmos à holding os trabalhadores da Transpetro e da Refap S.A.


Nossa forma de pressionar o governo e o Congresso Nacional sobre a importância deste debate é estarmos nas ruas mostrando para a população que leilão é privatização e que o destino das nossas reservas de petróleo deve ser decidido pelo povo brasileiro. A CUT enviou carta aberta ao presidente Lula, assinada pela FUP, CNQ e outras confederações, sindicatos, MST, partidos políticos e várias entidades do movimento social, cobrando:


1 – Suspensão imediata dos leilões de nossas áreas promissoras em petróleo e gás;
2 – Readequação da lei do petróleo em vigor, Lei 9478/97, para salvaguardar a nossa soberania e garantir que o petróleo e gás produzidos sejam prioritariamente para abastecer nosso mercado interno;


3 –   Estabelecer um tratamento estratégico no ritmo de produção de petróleo e gás para garantir os interesses do nosso País, com um planejamento de longo prazo.


‘Leilão é privatização! Diga não à entrega do petróleo do Brasil’


Petroleiros e demais trabalhadores, todos juntos em defesa de nosso patrimônio!

  Categorias: