Elektro: iniciadas as discussões sobre a PLR 2008

28 novembro 11:05 2007

Aconteceu na terça (27) a primeira reunião para discussão da PLR 2008. A empresa apresentou a intenção de construir um novo modelo, deixando claro que ainda não tem uma nova ‘receita’ e sugeriu a formação de Grupos de Trabalho (GT) para discutir o assunto.


A distribuidora demonstrou os resultados dos indicadores alcançados até agosto deste ano, que totalizaram 69 pontos nos índices de qualidade. O econômico (Resultado do Serviço), segundo ela, ficou abaixo do desejado. Afirmou também que pretende rever os indicadores de segurança para metas pró-ativas.


A Elektro historiou a fórmula da PLR desde 2003 até 2007 e a evolução dos montantes destinados, comparando-os com o índice da inflação e dos reajustes salariais obtidos no período. A conclusão da empresa é que o valor destinado à PLR cresceu mais que a inflação e os reajustes e, com isso, pontuou os desafios para a PLR 2008.


O Sinergia CUT contra argumentou alguns dos números apresentados,  principalmente a tabela comparativa dos montantes destinados à PLR que deveriam ser comparados com os excelentes resultados financeiros que a empresa teve no período.


O Sindicato introduziu a preocupação com relação ao resultado dos indicadores da PLR 2007, uma vez que as metas despencaram e isso impacta negativamente no valor da PLR que será pago em março de 2008.


Com isso, acertou-se que, em fevereiro próximo, após o fechamento dos resultados, sindicatos e empresa vão se reunir para uma revisão das metas e dos critérios de apuração da PLR 2007.


Sinergia CUT tem pauta aprovada pelos trabalhadores
Para iniciar a discussão da PLR 2008 o Sinergia CUT realizou cerca de 50 assembléias com aproximadamente 500 trabalhadores da base do Sindicato. Foi aprovada uma Pauta de Reivindicações com sete itens. Essa pauta foi detalhadamente apresentada e defendida na reunião do dia 27 (leia abaixo os itens da Pauta).


Vale ressaltar que o Sindicato de São Paulo e dos Engenheiros não apresentaram nenhuma pauta e ficaram de entregá-la à empresa em dez dias.


Diante disso, a Elektro pediu um prazo para analisar as reivindicações e agendou a continuidade da discussão para os dias 8 e 10 de janeiro próximo. Fique atento.


‘Pauta de Reivindicações para a Negociação da PLR 2008



  • Considerando que no parágrafo primeiro da clausula 4ª. do Acordo Coletivo de Trabalho 2007/2009 da Elektro, assinado em 25/07/2007, definiu-se que as partes negociarão os valores, formas, conteúdo e indicadores da PLR 2008 em novembro de 2007;

  • Considerando que os resultados da ELEKTRO, tais como o Resultado do Serviço, Lucro Líquido e EBTIDA, têm alcançado evolução positiva ano a ano;

  • Considerando que a ELEKTRO tem recebido diversos prêmios e que estes são frutos do esforço de seus trabalhadores

  • Os trabalhadores da ELEKTRO, reunidos em assembléias realizadas de 09/10/2007 a 14/11/2007, aprovaram a seguinte pauta de reivindicações para as negociações da PLR 2008:

Cláusula 1ª.  – Em caso de impasse das negociações e de acordo com o artigo 4º da Lei 10.101, de 19/12/00, as partes estabelecem como mediador ou arbitro de ofertas finais a Subdelegacia do Trabalho de Campinas ou Ministério Público do Trabalho de Campinas.


Cláusula 2ª. – A verba a ser destinada para o Programa de Participação nos Lucros e Resultados – PLR para o ano de 2008 deverá ser o valor definido no ano de 2007 acrescido de reajuste pelo IPCA-IBGE do período e da aplicação de um índice de produtividade, a ser definido pelas partes.


Cláusula 3ª. – A forma de distribuição desta verba deverá ser igual para todos os trabalhadores.


Cláusula 4ª. – As metas para os indicadores deverão ser as mesmas alcançadas no final do exercício de 2007.


Cláusula 5ª. – A antecipação da 1ª. parcela deverá acontecer no mês de julho de 2008 no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais) pagos igualmente para todos os trabalhadores.


Cláusula 6ª. – O adicional de superação das metas (plus) deverá ser de 20% (vinte por cento).


Cláusula 7ª.  – Ficam ratificadas, revalidadas e prorrogadas todas as cláusulas constantes do Termo Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho, assinado em 25/07/07, desde que não sejam modificadas pela presente negociação.’

  Categorias: