Reservatórios do Sudeste continuam abaixo do nível de segurança

28 janeiro 14:46 2008

O nível dos reservatórios continua subindo com as chuvas que vêm atingindo a região Sudeste nos últimos dias, mas ainda está abaixo do mínimo de segurança definido pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).


No último domingo, os reservatórios do sistema Sudeste/Centro-Oeste estavam com 48,1% de suas capacidades preenchidas, 2,7 p.p. (pontos percentuais) abaixo da Curva de Aversão ao Risco, que mede a segurança do abastecimento hidrelétrico. Nessa época do ano, o mínimo exigido pela curva é de 50,8% dos reservatórios cheios.


As informações estão contidas no Informativo Preliminar Diário da Operação desta segunda-feira, referente ao comportamento do sistema elétrico no domingo, divulgado pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico).


Desde o último dia 19, quando os reservatórios da região tinham 44,8% da capacidade ocupada, o nível de enchimento do Sudeste/Centro-Oeste vem subindo.


O fato de o nível dos reservatórios estar abaixo da Curva de Aversão ao Risco dá ao ONS a prerrogativa de ligar mais usinas termelétricas – tipo de energia mais caras e poluente que a gerada por hidrelétricas – para poupar o nível dos reservatórios. Ou então, pode-se optar pelo aumento da transferência de energia da região Sul para o sistema Sudeste/Centro-Oeste.


Os reservatórios do Sul, por outro lado, continuam ficando mais vazios, mas ainda estão bem acima do nível mínimo de segurança exigido. No último domingo, tinham 65,6% da capacidade ocupada, e o nível mínimo exigido é de 18,5% nessa parte do ano.


No Nordeste, os reservatórios estão com 28,4% da capacidade total ocupada. Apesar do nível baixo, o nível mínimo de segurança exigido para a região é de 10%.


As usinas termelétricas do Nordeste operaram acima do despacho programado pelo ONS. As unidades da região geraram 1.397 MW (megawatts), diante de 1.255 MW previstos. O diferencial foi a geração de 183 MW da térmica Fortaleza, que não tinha operação determinada anteriormente. Segundo o ONS, a unidade operou devido à disponibilidade de gás.


No sistema Sudeste/Centro-Oeste, dos 4.718 MW estipulados, foram gerados 4.425 MW. (Cirilo Junior).

  Categorias: