Serra confirma privatização da CESP e recebe reivindicações dos trabalhadores

01 fevereiro 18:41 2008

As reivindicações dos trabalhadores da CESP foram encaminhadas por dirigentes do Sinergia CUT ao governador de SP, José Serra (PSDB), na noite da última quinta-feira (30), no gabinete do Palácio dos Bandeirantes, durante audiência agendada pelo presidente da CUT/SP, Edilson de Paula. No encontro, que durou quase duas horas, a direção da CUT estadual discutiu também com o governador as propostas da Agenda dos Trabalhadores para o Desenvolvimento com Distribuição de Renda.


A privatização de várias estatais foi um dos temas principais da audiência. Aos sindicalistas, o governador garantiu que 17 das 18 empresas para as quais solicitou avaliação de valor de mercado continuaram sob controle do Estado. Segundo Serra, a única estatal que será vendida é a CESP. Ao mesmo tempo, o governador afirmou que investirá no fortalecimento da EMAE.


Contradição
‘Dissemos ao Serra que a atitude da gestão paulista nos parecia contraditória. Se ele acha importante o Estado investir na geração de energia e por isso valorizará a EMAE e comprará ativos da AES Eletropaulo, como explicar a aplicação de R$ 6 bilhões na CESP para depois entregue-lá ao capital privado?’, questionaram os dirigentes do Sinergia CUT – Wilson Marques  de Almeida (vice-presidente) e Gentil Teixeira de Freitas (secretário-geral).


Diante disso, o Sindicato reivindicou que o governo de SP exija do eventual comprador que faça investimentos na expansão do setor, além de encaminhar três reivindicações dos energéticos – a necessidade de garantia de emprego até maio de 2011, a solução imediata para os trabalhadores da hidrovia e o pagamento imediato do reajuste e abono aos aposentados da lei 4819.


Solução negociada
Serra afirmou que a secretária de Energia certamente chegaria a soluções negociadas com os trabalhadores nas garantias diante da privatização da CESP (leia também matéria no verso) e garantiu audiência com o secretário de Emprego e Relações de Trabalho para solucionar o problema dos aposentados da CTEEP. Essa audiência com Guilherme Afif Domingos deve acontecer na próxima semana.


Reuniões com a secretária de Energia
O Sinergia CUT participou esta semana de duas audiências para negociação direta com a secretária de Energia de SP. Foram dois dias de intensa negociação na capital.


A primeira  audiência aconteceu na última quinta-feira (31) sem chegar a uma proposta de consenso depois de cinco horas de negociação. Na manhã desta sexta-feira (01), nova reunião aconteceu, dessa vez com a participação de todas as entidades representativas dos trabalhadores. Aguarde informações.

  Categorias: