Revisão tarifária: Aneel aprova índices de sete distribuidoras de SP, ES e PR

06 fevereiro 18:28 2008

Tarifas entraram em vigor no dia 3 de fevereiro, com exceção da Santa Maria (ES), que aplica reajuste a partir do dia 7


A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou na terça-feira, 29 de janeiro, os índices finais da segunda revisão tarifária periódica de sete distribuidoras do interior de São Paulo, Paraná e Espírito Santo. As novas tarifas entraram em vigor desde domingo, 3 de fevereiro, para as cinco distribuidoras de São Paulo e para a concessionária paranaense. O reajuste das tarifas da Santa Maria (ES) será aplicado no dia 07 de fevereiro. Segundo a Aneel, os índices refletem o aumento de produtividade das empresas e a redução do custo médio de capital.


As concessionárias com sede em São Paulo são: Companhia Sul Paulista de Energia (CSPE), Companhia Luz e Força de Mococa (CLFM), Companhia Paulista de Energia Elétrica (CPEE), Companhia Luz e Força Santa Cruz (CLFSC), Companhia Jaguari de Energia (CJE). A empresa do interior do Paraná é a Companhia Força e Luz do Oeste (CFLO) e a concessionária capixaba é a Empresa Luz e Força Santa Maria (ELFSM). O valor aprovado para a ELFSM será divulgado em reunião extraordinária de diretoria.


A CSPE teve reajustes de -7,22%, para baixa tensão, e de -9,05% (A3a) e -7,03% (A4), para os de alta tensão. A CFLM reajustou as tarifas em -7,94% (baixa tensão) e, em alta tensão, o reajuste é de -3,79% (A3a) e de -8,75% (A4). A CPEE tem índices de -0,36%, para baixa tensão, e de -4,19% para consumidores A 4.


A CJE teve reajuste negativo de 3,29%, para clientes de baixa tensão, e os de alta tensão tiveram índices de -0,06% (A2), -3,22% (A3a) e -4,66% (A4). As tarifas da CLFSC serão reajustadas em -6,99% (baixa tensão) e em -8,59% (A3), -3,94% (A3a) e -10,55% (A4). As tarifas de baixa tensão da CFLO tiveram reajuste de -10,36%. O índices de alta tensão são de 1,77% (A3a) e de 3,27% (A4).


Os índices finais foram definidos após análise das contribuições envidas por escrito, via e-mail, e durante as audiências públicas realizadas pela Aneel. O segundo ciclo começou em 2007, com a revisão de sete distribuidoras. Este ano, 36 concessionárias passarão pelo processo revisional.

  Categorias: