Acende Brasil descarta risco de apagão este ano

19 fevereiro 13:23 2008

Estudo divulgado nesta terça-feira pelo Instituto Acende Brasil e pela consultoria PSR aponta que as chuvas do final de janeiro e início de fevereiro afastaram o risco de um racionamento de energia elétrica este ano. A projeção considera que toda oferta prevista para este ano entre em operação sem qualquer tipo de atraso.


Anteriormente, até o dia 23 de janeiro, quando as chuvas ainda eram fracas, as entidades calculavam uma probabilidade de 22% de um racionamento.


Apesar do risco afastado para este ano, ainda existe uma expectativa de problemas no setor elétrico em 2009. Na hipótese de a economia crescer 4,7% ao ano nos próximos anos, o risco em 2009 é de 6%. No caso de crescimento de 5,1% da economia, a possibilidade de uma escassez subiria para 7,5% ao ano.


De acordo com Mário Veiga, diretor da consultoria PSR, o mercado irá observar o nível de chuvas entre março e abril deste ano para conhecer a situação real do mercado em 2009. O especialista explicou que, se as chuvas nesse período forem fortes, o risco em 2009 diminui.


‘O setor elétrico brasileiro depende de São Pedro e dos projetos de gás natural do Espírito Santo’, afirmou Veiga. O levantamento, denominado ‘Programa Energia Transparente’, é baseado em dados oficiais do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

  Categorias: