CESP: proposta aprovada por unanimidade!

20 fevereiro 14:32 2008

Garantia de emprego por três anos em caso de venda da empresa é uma das principais conquistas. Assinatura do ACT será na quarta (20). Vitória não enfraquece a luta contra a privatização. Mobilização continua


Por unanimidade dos votos os trabalhadores da CESP em todo interior do estado aprovaram a proposta amplamente negociada com a direção da empresa e a Secretaria de Energia de SP na rodada do último dia 08, em São Paulo. Esse foi o resultado das assembléias realizadas entre quarta (13) e a manhã desta sexta (15) pelo Sinergia CUT em Ilha Solteira, Jupiá, Porto Primavera, Bariri e Buritama.


A nova proposta foi negociada depois de muita pressão dos trabalhadores e do Sinergia CUT que, desde novembro passado, vêm provando a força que tem a mobilização com união. Dessa forma, foi possível conquistar avanços significativos com relação a três reivindicações da pauta: reajuste de salários e benefícios, PRR e garantia de emprego.


Vale ressaltar que as cláusulas foram negociadas em cima de duas possibilidades – a CESP continua estatal ou a CESP é privatizada. O novo ACT terá validade até 2009.


Assinatura será na quarta (20)


Como a proposta também já está aprovada pelo Codec, o Sinergia CUT encaminhou carta à empresa na tarde da sexta (15) informando o resultado das assembléias e solicitando o agendamento da data para a assinatura do Acordo. Em resposta, a direção da CESP  marcou a cerimônia de assinatura para a próxima quarta (20), na Secretaria de Energia, em SP.


Para a direção do Sinergia CUT ‘é evidente que esse acordo é uma  vitória aos trabalhadores, mas não deve desmobilizar a categoria na luta contra a privatização. Essa batalha ainda não terminou’.


Confira a proposta de ACT aprovada por unanimidade



  • Reajuste de salários e benefícios: pelo IPC/Fipe, a partir de 1° de junho próximo, se a CESP continuar estatal. Ou no mínimo pelo IPC/Fipe se a empresa for privatizada.
  • Montante da PRR: uma folha salarial acrescida do ATS e da Gratificação de Função, se a CESP continuar estatal. Essa proposta vale tanto para a PRR 2007/08 como para a de 2008/09.
  • Gerenciamento de Pessoal: até junho de 2009 se a CESP continuar estatal. Ou validade de três anos, a partir da data de venda, se a empresa for privatizada.

  Categorias: