Comgás fecha contrato interruptível

29 fevereiro 13:35 2008

A Comgás informou nesta quinta-feira (28) que já acertou com 36 de seus clientes industriais contratos ‘interruptíveis’ de fornecimento de gás natural, em um volume total de 650 mil metros cúbicos por dia. Por esses contratos, a empresa poderá interromper a entrega caso a Petrobras necessite do gás para acionar termelétricas. 


Do total informado, 300 mil metros cúbicos podem ser cortados imediatamente, caso necessário. Os 350 mil metros cúbicos restantes referem-se ao gás que ainda não começou a ser entregue. Segundo o vice-presidente da Comgás, Sérgio Luiz da Silva, há um ano a empresa oferece esse tipo de contrato a seus clientes. O objetivo é gerenciar melhor o atendimento à demanda dos consumidores industriais, que representam 78% de todo o gás distribuído pela companhia. Para 2008, a empresa estima expansão de 5% para este segmento, que deve consumir 4,16 bilhões de metros cúbicos. 


No entanto, a oferta dos contratos ‘interruptíveis’ não é ilimitada. O acordo entre Petrobras e Comgás estipula um teto de 1,5 milhão de metros cúbicos por dia neste formato, volume que a empresa considera mais do que suficiente. Segundo Silva, a utilização efetiva do gás interruptível deve fechar o ano na casa dos 500 mil metros cúbicos diários. 


A Comgás anunciou ontem seus resultados referentes a 2007, quando obteve lucro líquido de R$ 443 milhões, valor supera em 3,65% o exercício anterior. A companhia distribuiu 5,07 bilhões de metros cúbicos de gás, com alta de 6,47% sobre 2006. (Murillo Camarotto)

  Categorias: