Elektro apela e Justiça suspende aplicação da escala do Call Center

28 março 17:32 2008

Na tarde desta sexta-feira (28), os trabalhadores do Call Center da Elektro foram surpreendidos com uma noticia desagradável. Inconformada com a decisão da juíza da 9ª Vara do Trabalho, favorável aos trabalhadores, a empresa entrou com medida cautelar junto ao Tribunal da 15ª Região e consegui a suspensão dos efeitos que retomavam a escala de revezamento anterior.


O Sindicato lamenta a atitude desrespeitosa repetida pela empresa e está tomando todas as medidas cabíveis para restabelecer a decisão da juíza. Vale lembrar que a sentença ainda permanece, embora esteja apenas suspensa a execução imediata.


O Sinergia CUT fará assembléias com os trabalhadores na segunda-feira (31) para discutir a situação e propor mobilização.


Na última segunda-feira (24), o Sinergia CUT havia conquistado uma vitória em primeira instância na ação de cumprimento do acordo coletivo da escala do Call Center da Elektro (processo 1534/2007-7, que tramita na 9ª Vara do Trabalho).


Aquela sentença de 10 páginas não deixava dúvidas quanto à irresponsabilidade praticada pela empresa em alterar unilateralmente a escala, o que prejudicou enormemente a vida dos trabalhadores do Call Center.


Na visão do Sindicato, e no entendimento do juiz, o intervalo de 20 minutos dentro da jornada e sem prejuízo das pausas obrigatórias deveria ser mantido, bem como a folga dupla em um dos finais de semana do mês, harmonizando com os preceitos gerais da NR.

  Categorias: