Trabalhador de empreiteira do Grupo Rede é eletrocutado

08 abril 16:34 2008

No último domingo (6), em Assis, um trabalhador da empreiteira Eletro-Cael foi eletrocutado enquanto realizava uma manutenção em uma linha de força do Grupo Rede. Ele sofreu o acidente ao subir no poste para fazer uma inspeção de rotina nas linhas de força (LT 40 KV) e tomou um choque ao tocar em um cabo que não deveria estar energizado.


Após o choque, o trabalhador caiu, sofreu escoriações e fraturou duas costelas, sendo socorrido pelo Corpo de Bombeiros. O trabalhador permanece internado na Santa Casa de Assis.


Poderia ter sido evitado
Tanto o acidente quanto o socorro demonstram precarização das condições e processo de trabalho. A linha de energia não deveria estar ligada no momento da manutenção, ou deveria haver no local uma placa de sinalização indicando que a rede estava energizada.


Seguindo o que manda a NR 10, a equipe que fazia a manutenção deveria ter recebido treinamento para prestar os primeiros socorros. Para o Sinergia CUT, ‘este é mais um acidente que poderia ter sido evitado’ caso a empreiteira cumprisse a norma. 


A direção do Sinergia CUT está apurando os detalhes sobre o acidente, e encaminhando denuncia para providências no Ministério Público do Trabalho.

  Categorias: