Furnas parou por duas horas nesta segunda

12 maio 12:37 2008

Mobilização começou logo cedo. Trabalhadores querem ACT justo. Nova rodada com o Grupo Eletrobrás ocorre no próximo dia 20


Energia, unidade e indignação marcaram o início da fria manhã dos trabalhadores de Furnas que participaram nesta segunda (12) da mobilização de duas horas nos locais de trabalho da empresa, na base do Sinergia CUT.


A mobilização foi uma resposta à falta de consideração do grupo Eletrobrás que reluta em atender as reivindicações da categoria nesta Campanha Salarial. Também foi uma amostra concreta de que os trabalhadores acreditam na mesa de negociação e querem o diálogo verdadeiro para viabilizar um Acordo que atenda às expectativas da categoria.


Participaram da manifestação e assembléia os trabalhadores Itaberá/Itapeva, Campinas e Usina de Estreito.


Proposta recusada
Vale lembrar que na rodada de negociação da pauta nacional ocorrida no último dia 29 de abril no Rio de Janeiro, a Eletrobrás propôs reajuste salarial de 4,78% (IPCA), alteração da política de emprego e a retirada da cláusula de PLR do ACT. A proposta foi rejeitada.


Nova reunião, que estava pré-agendada para esta quarta (14), foi adiada para o próximo dia 20, em Brasília.

  Categorias: