CESP antecipa pagamento da PRR

11 junho 14:38 2008

Mobilização e pressão dos trabalhadores e do Sinergia CUT foram essenciais para que o pagamento fosse antecipado para a esta quinta-feira (12)

A pressão e a persistência dos trabalhadores da CESP surtiu efeito. A direção da empresa informou ao Sinergia CUT na tarde desta terça-feira (10) que irá pagar nesta quinta-feira (12) a PRR 2006/2007, um dia antes do previsto. O valor a ser pago foi definido tendo com base os indicadores técnicos de qualidade e econômico-financeiro.

Do montante, 52,5% serão distribuídos em partes iguais para todos os trabalhadores com valor fixo de R$ 3.229,67. Os outros 47,5% serão pagos relativos aos salários.

Os indicadores técnicos de qualidade adotados foram a DUG (Disponibilidade das Unidades Geradoras), a TF (Taxa de Falhas) e a TS (Taxa de Segurança do Trabalho – percentual de trabalhadores sem acidentes de trabalho/ano).

O indicador econômico-financeiro é representado pela relação entre as despesas operacionais e a receita operacional líquida, obtida no balanço final de 2007.

Pressão

A boa noticia só veio depois de muita luta e pressão dos trabalhadores e do Sinergia CUT sobre a Secretaria de Energia. Além disso, na segunda-feira da semana passada (02), centenas de ‘companheiros’ da CESP, em várias cidades do interior paulista, participaram de mobilizações e assembléias organizadas pelo Sindicato, contra o atraso do pagamento da PRR, tradicionalmente depositada no final de abril, ou inicio de maio.

O atraso no pagamento aconteceu em virtude de uma mudança no procedimento, proposta pelo Governo Serra. No entendimento do Sinergia CUT, ‘a modificação nos processo deveria ser válida apenas para as próximas PRRs e não para a que já estava negociada, como é o caso’.

Depois de já ter sido aprovado pelo Conselho de Administração (CA) e Conselho Fiscal (CF) da empresa, o pagamento ainda estava sem a liberação do Codec e, conseqüentemente, da AGO (Assembléia Geral Ordinária) da CESP.

  Categorias: