CS 2008: AES Tietê apresenta proposta final

04 julho 14:46 2008

A proposta apresentada como final pela AES Tietê na última quinta-feira (03), em São Paulo, mostrou avanços em relação à anterior, tanto no reajuste dos salários quanto no dos benefícios. A proposta ainda será avaliada pela direção do Sinergia CUT. O ACT seria válido até 2011.

A empresa propôs 6,8% de reajuste para os salários até R$ 7.800 e um reajuste fixo de R$ 530,30 para os salários cima disto. Haveria também um abono de R$ 500 em forma de VA. Antes, a Tietê havia proposto 6,5% para os salários até R$ 7 mil e reajuste fixo de R$ 450 para os salários acima disto.

No entanto, os maiores avanços estão no reajuste do plano CD (plano de previdência) de 2,5% para 5%, do adicional de turno para 7,5% e da Gratificação de Férias para 10% na parcela fixa.

Seriam criados um auxílio deficiente no valor de R$ 150, um auxílio para pessoas com filhos deficientes de R$ 320 por filho e um auxílio creche de R$ 295.

Quanto ao 13º salário, a Bolsa de Estudos e ao quadro mínimo os termos permanecem os mesmos da proposta anterior. O quadro mínimo passaria de 260 para 270 trabalhadores.

Os benefícios de alimentação seriam reajustados em 15%. Pela proposta anterior, o reajuste seria de 12%. A AES Tietê propôs redução no valor de face com incorporação da diferença nos salários.

Ao incorporar a diferença ao salário, o trabalhador teria um ganho aproximado de R$ 50 no mínimo, segundo garantia da empresa.

Além do VA ou VR mensal de R$ R$ 396 (com desconto proporcional ao salário), seriam criados um vale alimentação nas férias no valor de R$ 300 e também um vale alimentação mensal com o valor de R$ 90 (com 20% de desconto para o trabalhador).

Após avaliação do Sindicato, a proposta será encaminhada para deliberação dos trabalhadores, em assembléias nos próximos dias. Aguarde.

  Categorias: