CS 2008: Furnas apresenta proposta final da pauta específica

04 julho 19:46 2008

O Sinergia CUT realizará assembléias com os trabalhadores nesta segunda-feira (07) para deliberar sobre a proposta da pauta especifica de Furnas, nas cidades de Campinas, Estreito, Itaberá e Itapeva.

‘Esse ano, diferentemente dos anos anteriores, a Pauta Específica acabou se revestindo de importância, em face do início do processo de unificação de benefícios iniciada pela Eletrobrás na Pauta Nacional, onde um dos itens proposto foi a redução da hora-extra ao mínimo legal e para isso ofereceram uma indenização para todos os trabalhadores.

Neste caso específico, o debate das horas extras passou a ser a necessidade de compreender como seria a aplicação da nova metodologia a ser aplicada para o pagamento da hora-extra, nas suas diversas situações, uma vez que os trabalhadores que poderão ser ‘afetados’ passaram a discutir e difundir que havia sido ‘vendido’ um direito, sem ter compreensão necessária do que havia sido negociado.

Quando do processo de negociação da Pauta Nacional, a Eletrobrás propôs a unificação dos benefícios, visando o fortalecimento da Holding e conseqüentemente das suas controladas, dentro da lógica de uma ‘Nova’ Eletrobrás, e portanto as empresas que compõem o sistema Eletrobrás tiveram alguns benefícios ajustados, os quais impactaram de forma diferenciada em cada uma delas, mas ao mesmo tempo proporcionando ganhos, com a criação de algum novo beneficio.

No caso especifico da aplicação da nova metodologia de cálculo da hora-extra, a partir de dezembro de 2008, os dados apresentados nesta reunião, demonstraram que as possíveis perdas são mínimas (tabela em anexo) e que a indenização apresentada no conjunto da proposta global da pauta nacional é plausível.

Foi realizada nos dias 02 e 03 de julho de 2008, a segunda rodada de negociação da nossa Pauta Específica, onde foram aprofundados os debates para o fechamento da proposta de acordo coletivo, com ganhos para a categoria. Destacamos o auxílio-creche, pleito antigo e amplamente debatido entre os trabalhadores e Entidades Sindicais, foi proposto um benefício extensivo aos trabalhadores do sexo masculino e que irá atender aproximadamente 900 crianças.

Ao final da reunião de negociação, esteve presente o Diretor de Gestão, Luiz Fernando Paroli para ratificar a contra-proposta de Furnas a nossa pauta de reivindicações, onde Intersindical Furnas solicitou um canal de negociação permanente para algumas pendências que perpetuam em não se resolver, como a Bolsa Transferência, PCCR, Saúde, Plano de Retenção do Conhecimento, FRG, Política de RH, entre outros que esperamos obter avanços ao longo de sua gestão.   

A Intersindical orienta as entidades que representa, a realizarem suas assembléias de deliberação na segunda-feira, 07 de julho.’

  Categorias: