AES Tietê faz nova proposta para diferença da Peri

25 julho 15:01 2008

Negociação de pagamento sobre o adicional de turno deve beneficiar sindicalizados que recebem ou receberam os dois benefícios
 
Depois que o novo Acordo Coletivo 2008-2011 foi aprovado em assembléias, direção da AES Tietê e do Sinergia CUT retomaram a negociação da ação judicial para pagamento do adicional de  periculosidade sobre o adicional de turno e que teve início em março deste ano.


Vale lembrar que o Sindicato entrou com reclamação trabalhista na Justiça em 2006, em nome dos sindicalizados, com vitória em primeira e segunda instâncias. A AES Tietê perdeu um recurso que tentava impedir que o processo fosse encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF). O valor total apurado pelo Sinergia CUT é de R$ 502.000 líquidos e de R$ 614.000 brutos.


Em abril, a empresa propôs R$ 300.000 líquidos (60% do apurado), valor que foi rejeitado pela direção do Sindicato que apresentou uma contraproposta de R$ 400.000 (80% do valor líquido calculado).


Sem consenso, o processo negocial foi suspenso para dar início às rodadas de negociação da Campanha Salarial e até que o novo Acordo Coletivo de Trabalho fosse fechado.


Nova proposta
Nesta quinta-feira (24), a direção da AES Tietê apresentou proposta final para acordo no valor de R$ 360.000 líquidos, o que representa 72% do valor líquido apurado. Pela proposta, a aplicação dos 30% da periculosidade sobre os 7,5% do adicional de turno corresponderia a 2,25% a mais no salário todo mês.


Por reivindicação do Sinergia CUT, os trabalhadores de Bauru e de Mococa também foram incluídos na ação judicial. Caso o acordo seja aprovado até dia 15 de agosto, a AES Tietê começa a pagar a diferença aos trabalhadores a partir do próximo mês.


A direção do Sindicato avaliará a proposta final da empresa antes de convocar assembléias com todos os trabalhadores que recebem ou receberam tais adicionais. As assembléias devem acontecer entre os dias 29 de julho e 05 de agosto. Aguarde informações.

  Categorias: