Duke Energy: proposta é de 7% nos salários e nos benefícios

31 julho 19:39 2008

Índice é o segundo maior dentre as empresas do setor. Assembléias acontecem na segunda (04) e terça (05) da semana que vem


Depois de quase três meses de espera, finalmente a Duke Energy convocou nova rodada de negociação com o Sinergia CUT. A reunião aconteceu no último dia 28, em Chavantes. O negociador da geradora apresentou o que definiu como proposta final, com a novidade de reajuste de 7% para salários e benefícios econômicos.


O montante da PLR seria de 0,5% do Resultado do Serviço, com distribuição negociada entre os sindicatos até setembro e, caso não haja consenso, seria mantida a forma de 50% iguais para todos e 50% proporcionais aos salários. O Acordo Coletivo teria validade por dois anos.


Intransigência
Durante a reunião, o Sinergia CUT insistiu no aumento do percentual do Resultado do Serviço e na discussão da forma de distribuição da PLR.
 
O negociador da Duke afirmou  que só aceitaria discutir a PLR se fosse mantida a proposta anterior – que foi de 6,4% de reajuste, redução na complementação do auxílio enfermidade e aumento no valor da refeição de R$ 4 para R$ 6.
 
O Sindicato não aceitou a condição imposta e repudiou a inflexibilidade da empresa.


Participe!
Apesar disso, o reajuste de 7% é o segundo maior já proposto pelas empresas do setor, ficando atrás somente das empresas federais.


Assim, o Sinergia CUT faz assembléias deliberativas nas próximas  segunda (04) e terça (05) para que os trabalhadores avaliem a proposta final negociada com a Duke Energy.   

  Categorias: