Sindicato começa a devolver os 60% do Imposto Sindical

04 agosto 09:19 2008

Para sindicalizados que fizeram o pedido de devolução, valor será creditado a partir desta sexta (01) até o próximo dia 15
 
A partir desta sexta-feira (01), os trabalhadores sindicalizados que solicitaram a devolução dos 60% do Imposto Sindical começam a receber o dinheiro de volta, através de crédito em conta corrente. Por ser contra a cobrança, o Sindicato está devolvendo aos sindicalizados cadastrados a parte que lhe caberia do imposto, equivalente a um dia de trabalho no ano e descontado todo mês de março, diretamente do holerite de todos os trabalhadores. A devolução dos 60% da taxa compulsória acontece até o próximo dia 15. 


O crédito será feito pelo Sindicato na conta indicada pelo trabalhador no momento da solicitação. Começam a receber primeiro os trabalhadores que preencheram corretamente o formulário de devolução, através do Portal do Sinergia CUT ou do Jornal n° 932. Quem tiver quaisquer problemas com o preenchimento do formulário será contatado pela Área Financeira do Sinergia CUT nos próximos dias.


Pioneiro
Logo depois de sua filiação à CUT, em 1988, o Sindicato já devolveu os 60% do Imposto Sindical aos sindicalizados entre 1989 e 1991. Durante 16 anos, desde 1992, os eletricitários ficaram livres da cobrança do Imposto Sindical garantidos por liminares conquistadas pelo Sindicato. Neste ano, porém, a juíza Christina Feuerharmel Ribeiro, da 10ª Vara do trabalho de Campinas, negou a liminar no dia 17 de março passado e suspendeu, pela primeira vez, a conquista pioneira do Sindicato de impedir o desconto de mais um imposto compulsório.


O Imposto Sindical é uma taxa criada pelo governo de Getúlio Vargas através de lei de 1939. O valor total descontado corresponde a um dia de trabalho ao ano e é assim distribuído: 60% para o Sindicato (parcela que será devolvida integralmente), 15% para a federação, 5% para a confederação, 10% para a central sindical e 10% para o Ministério do trabalho e Emprego, destinados ao FAT.   
 

  Categorias: