Comgás inicia distribuição nas cidades da Baixada Santista

27 agosto 10:00 2008

Santos volta a ter gás canalizado após quatro décadas da explosão do gasômetro que fornecia o produto para as residências e o comércio do município. Ontem, a Comgás fez as primeiras ligações da rede canalizada, que chega a 75 quilômetros de extensão, dentro do projeto de 200 quilômetros, a ser completado em 2009. Com nove mil pontos de fornecimento de gás vendidos e 1,5 mil concluídos, a empresa planeja atingir toda a Baixada Santista. Entre Santos e São Vicente há um potencial de 70 mil clientes. Na primeira fase, os investimentos são de R$ 40 milhões.


‘Da fase número um, correspondente a Santos e São Vicente, que pretendemos concluir até junho de 2009, entraremos na fase dois, em Guarujá, no fim de 2010 e em Praia Grande, em 2011. A região cresce e a nossa empresa tem ´apetite´’, diz José Carlos Broisler Oliver, diretor de operações da Comgás. Para Bertioga, ‘os planos estão apenas no papel’, afirma Oliver. A Baixada Santista, com nove municípios, conta com uma população de 1,6 milhão de habitantes, na qual Santos, São Vicente e Guarujá, respondem por mais de 65%. 


Cubatão é outro município na mira da empresa, privatizada em 1999. Atualmente, quase todo o complexo petroquímico de Cubatão é servido pela Comgás, segundo Marcus Bonini, diretor do mercado residencial e comercial da empresa, enquanto o residencial continua com os botijões. O gás natural que passa a ser fornecido para Santos e São Vicente virá da Refinaria Presidente Bernardes da Petrobras, em Cubatão. A Comgás vai abrir cinco postos de GNV na região: três em Santos, um em São Vicente e um em Cubatão.  (José Rodrigues)

  Categorias: