Mídia impressa reduz a exposição da candidatura Marta

02 outubro 16:12 2008

As principais características da cobertura das eleições paulistanas pelos cinco principais jornais da capital entre os dias 20/09 e 26/09 foram a diminuição do número de reportagens dedicadas à campanha da petista Marta Suplicy e o predomínio de reportagens negativas na cobertura da campanha de Geraldo Alckmin.


Desde o início da campanha esta foi a semana que a candidata do PT teve a menor exposição em relação aos seus dois principais adversários. Foram 40 reportagens sobre a candidatura Marta, contra 62 dedicadas a Kassab e 58 a Alckmin.


Enquanto predominaram por ligeira margem as reportagens favoráveis, tanto em relação a Marta quanto a Kassab, a candidatura Alckmin foi noticiada com viés francamente desfavorável, com apenas 3,4% de reportagens classificadas como favoráveis pelos critérios do OBM contra 48,3% de desfavoráveis.


A vinda do presidente Lula para participar de comício na zona norte, foi o acontecimento em torno da candidatura Marta que influenciou o tom da cobertura, embora os jornais tenham repercutido menos a vinda do presidente agora do que no final de agosto quando Lula e Marta desfilaram em carro aberto na zona leste.


O jornal Folha de São Paulo não publicou nenhuma reportagem sobre a candidata que lidera as pesquisas de intenção de voto na edição do dia 22/09 e o diário Agora São Paulo, nos dias 22/09 e 24/09. O Diário de São Paulo não publicou nenhuma reportagem sobre a petista nas edições dos dias 20/09, 22/09, 23/09 e 25/09.


O candidato Gilberto Kassab continuou a ter a candidatura mais noticiada, 62 reportagens ou 30,7% do total das reportagens sobre a eleição municipal, trataram da candidatura do DEM. Destas, 33,9% foram favoráveis e 27,3% desfavoráveis.


O candidato tucano Geraldo Alckmin continuou a ter sua campanha noticiada em ambiente de crise, o que fez aumentar o percentual de reportagens desfavoráveis, 48,3% e ambíguas, 20,7% e cair o percentual de favoráveis, 3,4%. Estes percentuais foram respectivamente de 47,8%, 13,4% e 13,4% na semana passada.


A defesa pública de lideranças do PSDB à candidatura Kassab desgastou ainda mais o candidato tucano nos jornais, pois as investidas de Alckmin contra Kassab sempre foram noticiadas com a reação do prefeito, lideranças do DEM e lideranças tucanas inclusive o governador José Serra e pessoas a ele ligadas. Esse cenário só aprofundou a percepção de crise na candidatura do PSDB.


Alckmin teve a cobertura com viés desfavorável pela 7ª semana consecutiva. O fato presente em todo esse período e que tem provocado desgaste na cobertura da campanha tucana é o apoio de tucanos à candidatura Kassab que vem se explicitando em tom crescente no período.

  Categorias: