Sinergia CUT recusa proposta da FR engenharia

17 outubro 14:12 2008

A 1ª rodada de negociação com a FR Engenharia ocorreu na última terça-feira (14). A reunião foi marcada por um fato inédito. Pela primeira vez, um trabalhador participou da rodada de negociação ao lado dos diretores do Sinergia CUT.


No início da negociação, o proprietário da empresa apresentou um gráfico representando o faturamento da FR nos últimos meses. De acordo com o empresário, a FR está com decréscimo de 6,3% no segundo semestre de deste ano. Além disso, ele afirmou que a empresa está enfrentando algumas dificuldades.


Em seguida o empresário apresentou uma proposta de 6,79% (ICV Dieese) de reajuste.


Quanto ao plano de saúde, a empresa alegou que está encontrando dificuldade para contratar um convênio médico para seus empregados, mas que está aberta à negociação.


No que se refere à Cesta Base, a empresa se comprometeu a melhorar a qualidade de alguns itens (creme dental e sabonete), uma vez os trabalhadores estavam reclamando.


O empresário afirmou que neste mês a empresa contratou um seguro de vida em grupo para os trabalhadores.


No quesito ‘promoção e mérito’, o empresário afirmou que, em junho deste ano, a empresa aplicou uma verba de promoção e mérito de 4% destinada à PLR.


Depois de muito debate sobre esta primeira proposta, o empresário ofereceu 7,26 (ICV Dieese) de reajuste salarial. Ele se comprometeu a aplicar um reajuste linear nos salários, mas que também vai aproveitar o momento para promover alguns trabalhadores que tem desenvolvido um bom trabalho.


Quanto ao PLR, a empresa alega que ainda não teve ‘tempo para pensar’, que sinalizou que quer mudar a fórmula e colocar indicadores mais objetivos.


Tão logo acabou a explanação do empresário, o Sinergia CUT rejeitou a proposta, uma vez que ela está muito aquém das nossas reivindicações.

A próxima rodada de negociação será no dia 22, às 16:30h. Nesse tempo o Sindicato vai realizar assembléias informativas com todos os trabalhadores.

  Categorias: