CPFL Energia: vendas de energia crescem 6,8% no terceiro trimestre

07 novembro 11:32 2008

Entre julho e setembro, a companhia vendeu 12.432 GWh nesse ano, ante os 11.641 GWh dos mesmos meses de 2007


As vendas de energia na área de concessão da CPFL Energia aumentaram 6,8% no terceiro trimestre de 2008 em relação ao mesmo período do ano passado. Entre julho e setembro, a companhia vendeu 12.432 GWh nesse ano, ante os 11.641 GWh dos mesmos meses de 2007. No entanto, as vendas para o mercado livre também cairam 6,8% na comparação entre os trimestres, passando de 2.460 GWh no ano passado para 2.293 GWh nesse ano.


‘As vendas de energia cresceram mais do que o previsto pela companhia. A nossa previsão era de que o consumo de energia aumentaria entre 4,5% e 5% no ano inteiro. No entanto, o ano ainda não acabou e sabemos que dezembro tem uma demanda menor de energia, devido as festas de fim de ano’, explicou o presidente da CPFL Energia, Wilson Ferreira Jr., durante teleconferência para divulgação dos resultados do terceiro trimestre, que aconteceu nesta quinta-feira, 6 de novembro.


Na área de geração, o presidente da companhia comentou sobre a construção das hidrelétricas 14 de Julho e Foz do Chapecó. Segundo ele, a usina 14 de Julho já está com 98% das obras civis concluídas, 73% da montagem eletromecânica e 81% do sistema de transmissão. A previsão é de que a hidrelétrica entre em operação comercial em dezembro de 2008. Já a UHE Foz do Chapecó está com 55% das obras civis concluídas, 13% da montagem eletromecânica e 45% do fornecimento de equipamentos. A entrada em operação está prevista para o segundo semestre de 2010.


Além disso, a empresa está investindo em um projeto de cogeração, denominado Projeto Baldin, que receberá investimentos de R$ 98 milhões. A usina, localizada em São Paulo, vai atender ao consumo de energia da companhia Baldin e o excedente será vendido pela CPFL Energia. ‘No período de safra, a CPFL ficará com cerca de 25MW de energia, o equivalente a 112 GWh/ano’, contou Ferreira Jr. O executivo disse ainda que as obras para construção da usina estão programadas para começar em breve e que ela deverá entrar em operação em abril de 2010.


No terceiro trimestre do ano, a companhia lucrou 21% a menos do que no mesmo período do ano passado. O montante chegou a R$ 339 milhões em 2008, ante os R$ 428 milhões nos mesmos meses de 2007. De acordo com Ferreira Jr., a queda no lucro se deve a revisão tarifária, que reduziu o preço das tarifas de energia das empresas do grupo CPFL Energia. (Carolina Medeiros)

  Categorias: