Caso Embraer: demissões permanecem suspensas até dia 18

16 março 19:25 2009

As demissões de 4,2 mil trabalhadores da Embraer continuam suspensas, pelo menos até o próximo dia 18. Este é o resultado da audiência de conciliação realizada na manhã desta sexta, dia 13, no TRT de Campinas.


Duas propostas feitas pelo desembargador Luiz Carlos Sotero foram rejeitadas pela empresa, o que empurra o caso para uma nova audiência na quarta da próxima semana. A primeira proposta garantiria uma bolsa-qualificação com um ano de duração para os demitidos, que receberiam da empresa, pelo mesmo período, 20% dos salários. A outra proposta seria indenizar os demitidos com o pagamento de um aviso prévio por ano trabalhado e manutenção do plano de saúde por 12 meses, além dos demais direitos.


A Embraer rejeitou os dois caminhos, e reitera que não pretende rever as demissões, anunciadas dia 19 de fevereiro.

  Categorias: