Sinergia CUT inicia CS 2009 com B’ Tobace

05 maio 16:23 2009

Sindicato rejeita reajuste salarial de 3% na primeira rodada de negociação


O Sinergia CUT iniciou, no último dia 30 de abril, as negociações da Campanha Salarial com a empresa B’Tobace Instalações Elétricas e Telefônicas Ltda. Esta é a primeira vez que o Sindicato se reúne com a empresa, a pedido dos trabalhadores que solicitaram a representação sindical do Sinergia CUT.


Na reunião foi apresentada pauta para a empresa que realiza eletrificação em sítios, fazendas e indústrias.  A empresa propôs vigência do ACT por três anos e reajuste salarial de 3%, que foi rejeitado pelo Sinergia CUT uma vez que o reajuste não atinge o índice de inflação do ICV-DIEESE do período, estimado para data-base maio em 5,77%. Quanto a PLR, o representante da empresa comprometeu-se em levar para a direção a possibilidade de implantação na B’Tobace.


A próxima rodada de reunião será realizada no próximo dia 11 de maio, onde a empresa apresentará propostas para diversas cláusulas, entre elas: adiantamento de salário, adicional por tempo de serviço, aposentadoria, assistência médico-hospitalar e odontológica, aumento real, auxílio creche, horas extras, entre outros.


Confira as cláusulas que serão concedidas pela empresa:


Fixação de data-base
Vigência e abrangência do acordo coletivo de trabalho
Política de emprego 
Abono de faltas ao estudante
Comunicação de dispensa
Serviços externos
Autorização para desconto em folha de pagamento
Crédito consignado
Férias
Licença adoção
Licença maternidade 
Substituição
Direito de organização sindical no local de trabalho
Quadro de aviso
Vale transporte, municipal e intermunicipal
Grupo de investigação de acidentes e segurança no trabalho
Intervalo entre jornadas
Plano de cargos e salários, mérito e promoções 
Mensalidade sindical
Combate às práticas anti-sindicais
Acesso a informações


Sobre a empresa
A empresa B’Tobace mantém contratos firmados com a CPFL Energia no interior paulista atendendo a uma grande área da região nordeste do estado de São Paulo. Com aproximadamente 600 trabalhadores, a empresa atua nos municípios de Jaboticabal, Barretos, Araraquara e São Carlos. Nas regiões de Ribeirão Preto, Franca e São Joaquim da Barra a empresa realiza obras de construção e manutenção de redes aéreas de distribuição, energizadas ou desernegizadas; ampliação e manutenção dos sistemas de iluminação pública; verificação em unidades consumidoras com o propósito de detectar medidores fraudados, avariados ou com desvio de energia elétrica ou problema de faturamento; regulamentação de núcleos clandestinos, ligações novas de consumidores, corte por inadimplência e religas; manutenção e reforma de redes de distribuição de energia elétrica urbana e rural; instalação de cabines de medição e transformação para fornecer a energia elétrica.

  Categorias: