Sindicato e ETEO chegam à proposta final de ACT

02 junho 19:26 2009

e encaminham para a aprovação em assembleia


O Sinergia CUT considerou satisfatória a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho para a empresa ETEO, que atende a reivindicações dos trabalhadores em relação ao reajuste e aumento real, entre outras. Agora a proposta será encaminhada para assembleia geral, para aprovação dos trabalhadores. A negociação foi feita em um momento de transição, em que a Cemig adquiriu o controle do grupo.


O Sindicato reivindicou ao Grupo Terna estabilidade de emprego para os trabalhadores após o controle acionário ser transferido para a CEMIG. No entanto, a empresa respondeu que não irá assumir essa responsabilidade, garantindo o emprego dos trabalhadores até setembro, quando ocorrerá a transferência do controle acionário.


Confira a proposta que será encaminhada para assembleia:


Reajuste Salarial: INPC de 6,25%


Aumento Real: 1,18% (perfazendo total de 7%)
Em relação ao ICV-DIEESE 1º de março (5,95%), o aumento real se dá em 1,46%


PLR: Será paga mediante apuração de valor, calculado da seguinte forma: O montante do valor total da folha de pagamento será dividido pelo número total de trabalhadores, dessa forma sendo garantida uma parcela fixa.
o Parágrafo 1º: A referida apuração esta condicionada ao balanço positivo da ETEO e desde que não haja, no período de apuração, penalizações à ETEO de perda da AP – Receita anual Permitida por PV – Parcela Variável superior a 3%.
o Parágrafo 2º: Na hipótese de ocorrência de PV – Parcela Variável, e desde que não ultrapassados 3% da Receita anual da ETEO (3% da RAP), a PLR será paga com dedução de 1/12 por mês com PV, e desde que não decorrente ou relacionada às manutenções programadas.


Plano de Saúde: A empresa se compromete a viabilizar a cobertura nacional do plano de saúde Unimed dos seus funcionários, quando todo o processo de rescisão do contrato firmado com a atual operadora Unimed Jahu, tiver sido concluído e sem nenhum prejuízo para a ETEO.


Horas Extras: A partir da assinatura do acordo, os cálculos para fim de hora extra, serão feitos de acordo com a seguinte premissa:
o 50% da remuneração nas primeiras duas horas após o fim do expediente
o 70% da remuneração nas horas excedentes às primeiras duas horas após o fim do expediente
o 70% da remuneração para os sábados
o 100% da remuneração para os domingos e feriados


Seguro de Vida: A concessão do seguro de vida não terá nenhum desconto ou co-participação do funcionário.


Demais Clausulas: Fica estabelecido que as demais cláusulas do acordo firmado em 08 de setembro de 2008 permanecerão inalteradas.

  Categorias: