Sinergia CUT participa do 18º CNU

02 junho 17:41 2009

Foi aberto oficialmente no dia 01 de junho, em Brasília, o 18º Congresso Nacional dos Urbanitários, com a presença do presidente da CUT, Artur Henrique, lideranças sindicais de todo o país, representantes da classe política, como Deputado Federal Arlindo Chinaglia (PT-SP), além da direção de entidades como a FUP, Dieese,ISP e Eletrobrás.



Os delegados sindicais tiveram uma prévia do alto nível de discussão política que irá marcar este 18º CNU, nas falas de abertura foi uma constante a afirmação veemente da defesa do projeto popular e democrático, e a importância da unidade dos trabalhadores para a sua vitória nas eleições de 2010.



O presidente da CUT, Artur Henrique, saudou a todos os presentes, mostrando a força da central nesta conjuntura de luta contra a volta do projeto neoliberal. ‘Hoje de acordo com dados oficiais temos a representação de 38% dos sindicatos do país, um número excepcional que nos fortalece nas lutas que estão colocadas. Por isso, neste momento consideramos fundamental ter a responsabilidade da unidade, já que os inimigos verdadeiros são aqueles que impuseram um processo de privatização as nossas empresas, causando grandes danos ao nosso país e que querem voltar ao poder’. Disse ele.   



Na sua fala Artur também anunciou que a CUT adquiriu uma nova sede em Brasília, que estará à disposição a todos os sindicatos cutistas, em especial a nova Confederação Nacional dos Urbanitários que será criada no 18º CNU.



Encerrando a abertura do 18º CNU, o presidente da Federação, José Eduardo de Campos Siqueira, relembrou que nos dois últimos congressos os trabalhadores deram um passo excepcional ‘ É importante recordar que o 16º e 17º Congressos, foi um momento estratégico, pois neste dois momentos trabalhamos no sentido de construir o marco regulatório nos setores de saneamento e do setor elétrico federal, com grande êxito, isso possibilitou colocar o papel do Estado de novo no centro dos debates. Hoje, nosso desafio é  resgatar essa unidade, porém, respeitando as diferenças, pois os desafios para a manutenção do projeto popular e democrático é muito grande. Temos a certeza que a criação da Confederação Nacional dos Urbanitários, com a contribuição das federações regionais, irá contribuir em muito nessa grande luta’, finalizou ele.

  Categorias: