Tobace apresenta proposta final de ACT

09 junho 11:41 2009

Negociação com o Sinergia CUT garante reposição de 5.78% e aumento real de 0,91%, totalizando 6,74% de reajuste


Na terceira rodada de negociação entre o Sinergia CUT e representantes da Tobace, realizada no último dia 02, foi apresentada a proposta final para o ACT dos trabalhadores.


Além de outros itens, a proposta garante reajuste salarial de 6,74%, sendo 5,78% a reposição da inflação (ICV-Dieese) e 0,91% o aumento real.


Por atingir o índice de inflação do período e conceder aumento real, além de atender outras reivindicações dos trabalhadores, a direção do Sinergia CUT realizará assembléias deliberativas nos locais de trabalho até o próximo dia 19, para discutir e encaminhar para a aprovação a proposta negociada. Participe!


Confira abaixo os principais itens da proposta que será avaliada nas assembleias:



  • Reposição salarial: 5.78% (ICV-Dieese)

  • Aumento Real: 0,91% (totalizando 6,74% de reajuste)

  • Pisos Salariais:
    Eletricista I: R$ 650
    Eletricista II: R$ 750
    Eletricista III: R$ 850
    Demais Cargos: R$ 750

  • Horas Extras: trabalhadores serão informados mensalmente sobre o saldo do Banco de Horasmensalmente para acompanhamento

  • Estabilidade pré aposentadoria: a empresa reconhecerá estabilidade de emprego no período de 12 meses

  • Assistência Médico-Hospitalar e Odontológica: o trabalhador poderá, após o término do contrato de experiência de 90 dias, optar por sua adesão ao plano de assistência médica hospitalar existente na empresa, que arcará com o valor de R$ 12,50 por trabalhador. O pagamento da diferença do valor total da mensalidade será de responsabilidade do trabalhador (inclusive para os possíveis dependentes).

  • Autorização para desconto em folha: a empresa fará o desconto em folha de pagamento nas seguintes situações: seguro de vida em grupo, vale-transporte, planos médicos com participação dos empregados nos custos, multas de trânsito, multas decorrentes de negligência na execução do trabalho desde que comprovado, cesta básica, colisão com veículo e de responsabilidade do condutor, convênio com supermercados, farmácias, posto de gasolina, clube/agremiações, empréstimos bancários consignados, quando expressamente autorizado pelo trabalhador)

  Categorias: