Elektro: proposta rejeitada

25 junho 20:49 2009

Empresa oferece 5,2% de reajuste sobre salários e benefícios, mas a luta é por aumento real


Todos os sindicatos rejeitaram a  proposta de reajuste de 5,2% sobre sálários e benefícios, apresentada pela Elektro na última quinta (25).
Apesar do reajuste ultrapassar o índice ICV Dieese, a proposta ainda está aquém da expectativa dos trabalhadores,  representando apenas 0,085% de aumento real, muito longe dos 5,1%, que é o crescimento do PIB no ano de 2008.



Em uma reunião relâmpago, a Elektro,  assim como outras empresas do setor energético, limitou-se a apresentar o reajuste baseado nos índices econômicos.



Como a proposta do Sinergia CUT vai muito além, priorizando o emprego, salário e distribuição de  renda para os trabalhadores, o Sindicato realizará assembleias informativas sobre a Campanha Salarial. A próxima reunião está programada para 1o de julho às 14h na sede da empresa. Fique ligado! Com a gente não tem crise!

  Categorias: