CESP: muito longe de uma boa proposta

26 junho 21:36 2009

Reajuste apresentado está abaixo do ICV Dieese . Empresa quer rotatividade de 10%


Todos os sindicatos rejeitaram, na última sexta (26), a proposta da CESP na primeira rodada de negociação. Sem apresentar nenhuma justificativa, a CESP apresentou em sua proposta um salto  no índice de rotatividade, que passaria de 2% para 10%.  Para a direção do Sinergia CUT, um fator de grande impacto, que comprometeria a garantia de emprego de muitos trabalhadores.



O reajuste sobre salários e benefícios oferecido pela empresa foi o de 5,11%, abaixo do ICV Dieese (5,12%), sem aumento real, colocando a CESP no sexto vagão da locomotiva da  Campanha Salarial 2009. Além disso, a empresa quer manter a vigência do  ACT por um ano, sendo que a luta do Sinergia CUT é pela validade por de três anos, com um acordo que contemple emprego, salário e distribuição de renda para os trabalhadores. Diante da rejeição da proposta, o Sindicato realizará assembleias informativas entre segunda (29) e quarta (1o). Nova rodada está agendada para a  próxima quinta (2). Com a gente não tem crise!

  Categorias: