EMAE: sem negociação!

26 junho 21:34 2009

Negociação não acontece por divergências na composição da mesa.


Apesar da data base da EMAE ser 1o de junho, até agora a empresa não havia se manifestado sobre a abertura de negociação. Diante disso, reunidos em assembleia, no último dia 18,  os trabalhadores da empresa aprovaram duas propostas.


A primeira, de manter a paralisação de 24h prevista para última quinta (25), caso a empresa não convocasse a rodada de abertura.
A segunda proposta, encaminhada pelos dirigentes do Sinergia CUT, e aprovada por unanimidade, foi a criação de uma Comissão de Trabalhadores, formada por cinco companheiros da Usina Henry Borden (Cubatão) e outros três  da Usina Piratininga.



A comissão  acompanhará tanto a negociação do Acordo Coletivo, como a discussão da PRR. Além disso, a comissão garantirá o repasse imediato das informações aos trabalhadores.



Paralisação suspensa. Rodada também.



Como a EMAE convocou a reunião de abertura de negociação, os trabalhadores suspenderam a paralisação na quinta (25).
Marcada para a última sexta (26), a abertura acabou sendo suspensa. Isso porque a empresa reconheceu a comissão, porém não permitiu que participasse da mesa.



Os trabalhadores aguardam, agora,  uma nova convocação de reunião para abrir, de fato, a negociação do ACT da EMAE, respeitando as revindicações dos companheiros que lutam por um bom Acordo Coletivo de Trabalho.

  Categorias: