Consumo de eletrodomésticos dobrou entre beneficiários do Luz Para Todos

13 julho 19:46 2009

Nove em cada dez beneficiários do programa Luz para Todos acreditam que a qualidade de vida melhorou depois da chegada da energia elétrica a suas casas. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Ministério de Minas e Energia (MME), que também revela outros impactos na vida dos beneficiários. No grupo pesquisado, a compra de eletrodomésticos dobrou depois da inclusão no programa. Cerca de 88% dos entrevistados declararam que as condições de moradia melhoraram. Junto com a moradia, a renda familiar também cresceu para 36%. As oportunidades de emprego também foram elevadas para 34% dos entrevistados, desde o início do programa. Quase metade dos entrevistados revelou que deixou de gastar com gasolina, diesel, querosene, gás, velas ou pilhas como fonte de energia.


 


A pesquisa mostrou também que a chegada da energia elétrica gerou o retorno do homem ao campo, invertendo situação que vinha se repetindo há anos. Aproximadamente 96 mil famílias retornaram ao campo com o intuito de viver melhor que nos centros urbanos. O comércio casino online dos municípios não foi o único beneficiado. Além dele, as indústrias também ampliaram lucro e produção.


 


A aquisição de eletrodomésticos aumentou desde a chegada do Luz para Todos. Das famílias beneficiadas, 79% puderam adquirir um aparelho de TV; 73%, geladeiras; outras 45% passaram a ter equipamento de som e 24%, bombas d´água em seus lares. O consumo de eletrodomésticos dobrou.


 


Pesquisa – A pesquisa domiciliar quantitativa realizada pelo MME foi feita para avaliar o impacto e a satisfação da população após a chegada do programa Luz para Todos nos estados brasileiros. A pesquisa foi realizada nas comunidades atendidas pelo programa, que já levou energia elétrica para mais de dez milhões de pessoas desde a sua implantação.

  Categorias: