Proposta da Transener é levada aos trabalhadores

09 outubro 11:08 2009

Na segunda rodada de negociação, a proposta de reajuste apresentada trás um aumento real de 2.03%



Na última segunda-feira (05), foi realizada a 2ª rodada de negociação da Transener, em São Paulo, na qual a empresa recuou em relação ao reajuste de 8%, proposto na reunião anterior. No entanto, a proposta econômica, mesmo com a redução do reajuste para 6%, fechou positivamente, com um aumento real de 2,03%, além do abono de R$ 600. O aumento real representa 52% da inflação do período. Por este motivo, o Sinergia CUT leva a proposta final da Transener para a decisão dos trabalhadores em assembleia deliberativa.



Outros pontos
Na reunião, o Sinergia CUT protestou contra a redução do reajuste e em seguida retomou a reivindicação do pagamento  da indenização referente ao  divisor de horas,  relativa à transferência de  alguns  trabalhadores do horário comercial  para turno de revezamento sem alterar a jornada de trabalho de 220 para 180. Essa prática gerou um passivo que deverá ser quitado nesse acordo. Vale ressaltar  que a jornada mensal já foi adequada à legislação vigente.



A Transener aceitou pagar a indenização, porém, informou que para efetuar o pagamento à vista a proposta apresentada terá um redutor de 13% no valor. Para o Sinergia CUT, a disposição em pagar a vista a indenização referente aos divisor de horas é positiva, poi elimina a necessidade de ação judicial para resolução do problema.



O Sindicato cobrou também uma posição sobre a extensão do convênio médico para os dependentes, mas a empresa argumentou que há incertezas na renovação do contrato com a Abengoa, e que portanto essa discussão será feita posteriormente.



Confira a proposta final:



Reajuste de salários e benefícios – 6%
Abono – R$ 600,00
Pagamento do Divisor de Horas – À vista
Compromisso de discutir a extensão do convênio médico caso renove o contrato.



Empresa analisará  a proposta do Sindicato referente aos trabalhadores da Transener que estão construindo um LT para CTEEP em Assis, esses companheiros hoje estão sendo representado pela construção civil.



 

  Categorias: