Sinergia CUT denuncia tentativa de novas privatizações

09 novembro 17:08 2009

Governo do estado não comparece à audiência na Assembleia Legislativa para debater proposta de transferência da Emae para Sabesp. Entidades sindicais e parlamentares repudiam atitude.



Na última terça (03), o Sinergia CUT esteve presente na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) para debater a proposta do governo do estado de transferir a Emae para a Sabesp. A audiência, promovida pelos deputados estaduais da bancada de oposição (PC do B, PT e PSOL), contaria com a presença da secretária de Energia, Saneamento e Recursos Hídricos,Dilma Seli Pena, mas o governo do estado não enviou nenhuma representação.



Segundo a direção do Sinergia CUT, esta atitude do governo estadual ‘caracteriza uma manobra do governo do estado de São Paulo para privatizar a Sabesp e acabar com Emae. É preciso combater essa política de estado mínimo que ameaça retornar com as eleições em 2010. A sociedade  quer um governo que pensa o futuro e age democraticamente ou este modelo do estado de São Paulo, que entrega o patrimônio estadual, não se dispõe a dialogar, que não dá satisfação aos trabalhadores e à sociedade?’, questiona a direção do Sinergia CUT.



As entidades sindicais presentes e os parlamentares repudiaram a ausência do governo estadual. A bancada de oposição fará uma convocação oficial ao governo para uma nova audiência a fim de garantir que o debate ocorra. Além disso, os participantes da audiência aprovaram um plano de luta que inclui entre suas ações uma panfletagem de esclarecimento sobre a tentativa de novas privatizações por parte do governo do estado de São Paulo, com o objetivo de aproximar essa discussão dos parlamentares e da sociedade.



Participaram da audiência na Alesp como convidados Jesus Francisco Garcia, representando o Sinergia CUT, Gentil Teixeira de Freitas pelo STIEEC, Artur Risso Neto representando a STIU São Paulo (Federação Trabalhadores na Industria Urbana do Estado de São Paulo e Wilson Marques pela FNU (Federação Nacional dos Urbanitários).

  Categorias: