Sinergia CUT faz 12 anos

16 novembro 11:22 2009

Comemoração acontece no Dia do Eletricitário e de eleições para Representantes Sindicais e Comissão Sindical de Base


Nesta segunda-feira – 16 de novembro, Dia do Eletricitário – o Sindicato dos Energéticos do Estado de São Paulo completa 12 anos. Um projeto ousado que acabou se transformando em referência nacional de liberdade e autonomia sindical na prática.


‘Uma experiência única no Brasil e que deve servir de referência para a construção da tão almejada nova legislação sindical’, afirmou Jesus Francisco Garcia, presidente do Sinergia CUT.


Mesmo estando em Brasília, onde junto com outros dirigentes foi participar da 6ª Marcha da Classe Trabalhadora no dia 11 passado, Jesus fez questão de recordar o início desse sonho que, em 1997, tornou-se uma realidade:


‘Eletricitários filiados ao STIEEC e gasistas do Sindgasista decidiram formar uma entidade democrática e transparente, não mais organizada  por categoria, mas por ramo de atividade – o dos energéticos. Quanta experiência adquirimos nesses doze anos de luta! Nosso líder na época agora está no segundo mandato como presidente da CUT Nacional’, disse referindo-se a  Artur Henrique da Silva Santos.


E o Sinergia CUT nasceu com a missão de combater não somente as tramoias das empresas, mas também a arcaica estrutura sindical brasileira e comprovar que é possível fazer sindicalismo combativo e independente sem estar atrelado a governos ou  patrões de plantão.


Sempre no rumo da consolidação, esse projeto cresce a cada dia, aumentando sua legitimidade e representatividade. Hoje, além do Sindgasista e do Eletricitários de Campinas, fazem parte do Sinergia CUT o Sindprudente, o Sindergel Litoral  e o Sindluz Bauru.


Para a direção do Sinergia CUT, há muito o que comemorar nesse 16 de novembro. ‘Até aqui, não importou o palco ou a conjuntura. O Sinergia CUT sempre fez a diferença’, garantiu.


Nas mesas de negociação, o lema é ampliação das conquistas, manutenção dos empregos e melhores condições de salários e trabalho. No cotidiano, a busca incessante por política de Saúde e Segurança nas empresas, além das propostas concretas para garantir energia de qualidade a toda a população.


A decisão soberana dos trabalhadores nos momentos decisivos e a Organização por Local de Trabalho – com as eleições diretas de Representantes Sindicais e Comissões Sindicais de Base – são prioridades desde o início.


As reivindicações dos aposentados energéticos também sempre estiveram na mira da entidade sindical, já que eles foram, e ainda são, primordiais para a luta avançar cada vez mais. Além disso, a luta contra as privatizações mostrou que o Sinergia CUT sempre está do lado do trabalhador e da sociedade. Custe o que custar.


Desafios
A construção de um novo modelo do setor energético brasileiro, o debate com a sociedade sobre uma matriz energética que realmente promova o desenvolvimento do país, a consolidação da Confederação Nacional dos Urbanitários, fortalecimento da FTIUSP – Federação dos Trabalhadores na Indústria Urbanitária do Estado de São Paulo, além da ampliação do projeto político democrático e popular são alguns dos principais desafios que o Sinergia CUT tem pela frente.


Além, é claro, da defesa incondicional dos direitos dos trabalhadores. Com vontade, unidade e capacidade, marcas dos Energéticos do Estado de São Paulo.


OLT: eleja seus representantes e avance mais com o Sinergia CUT!


O Sinergia CUT comemora o dia do aniversário de 12 anos com muito trabalho na base. Durante toda esta  segunda (16), até às 17h, trabalhadores das empresas Elektro, CESP, CPFL, B´Tobace e CERRP elegem seus Represantes Sindicais e membros da Comissão Sindical de Base.


O processo eleitoral é com voto secreto. Urnas coletoras  serão instaladas, assim como urnas  itinerantes percorrerão os locais de trabalho. Nos locais em que houver apenas um candidato inscrito a eleição poderá ser por aclamação. Tudo para integrar o maior número de pessoas em torno da organização dos trabalhadores, visando melhores condições de trabalho, preservação de direitos e avanço nas conquistas. Participe!


 


 

  Categorias: