Basta de repressão, acidentes e exploração

18 novembro 10:39 2009

18 de novembro: Dia Internacional de Lutas dos Trabalhadores na Gerdau


Nesta quarta-feira, 18 de novembro, os trabalhadores na Gerdau em todo o mundo realizam o Dia Internacional de Lutas em que pretendem mobilizar e conscientizar os companheiros de todas as plantas para os problemas existentes na multinacional brasileira


A Gerdau está com problemas aos montes. A situação para os trabalhadores realmente é muito ruim. Além da repressão da chefia, o número de acidentes de trabalho só tem aumentado. Em muitos setores, a situação está insustentável. Os companheiros não aguentam mais tanta exploração e covardia da direção da empresa.


No ato, os trabalhadores exigirão um basta nos seguintes temas:


– Fechamento de fábricas


– Transferência de produção para outros locais


– Demissões


– Flexibilizações e precarizações


Por isso, o Comitê Mundial dos Trabalhadores na Gerdau chama os trabalhadores da Gerdau a se organizarem contra essa situação. Procurem os companheiros ligados ao Sindicato e denunciem os abusos de chefia e as péssimas condições de trabalho.


Precisamos construir uma forte resistência. Se for preciso, teremos de ir à greve para acabar com tanta sacanagem.


Abaixo, conheça algumas das várias irregularidades em que a fábrica deve tomar providências. Caso contrário, vamos à luta:



  • Irregularidades e omissão na entrega de CATs

  • Exploração dos estagiários

  • Vistas grossas da empresa em ações de precarização do trabalho

  • Trabalhadores acidentados são liberados no olhar, sem serem examinados

  • Repressão e assédio moral

  • Imposição de banco de horas

  • Convênio Médico de baixa qualidade

  • Uso de telhas de amianto nas instalações das fábricas

  • Programa ‘Metas’ só favorece a empresa

  • Importação/substituição de trabalhadores

(Valter Bittencourt/Imprensa CNM/CUT)

  Categorias: